Parcele sua compra em até 6 vezes no cartão de crédito. Visa card MasterCard Black card American Express Black card

O que fazer em Nova York em 7 dias

Nova York é uma cidade fascinante com milhares de coisas para fazer. Eu te conto o itinerário ideal se você tiver a sorte de visitar a Big Apple por 7 dias

Isabel Catalán

Isabel Catalán

9 de mar de 2021 • Leitura de 19 minutos

O que fazer em Nova York em 7 dias

Uma das grandes avenidas de Manhattan | ©Hellotickets

Você está organizando sua viagem para a Big Apple e não sabe por onde começar a ver a cidade? Neste guia sobre o que fazer em 7 dias em Nova York eu te ajudo a organizar seu roteiro para que você aproveite ao máximo o seu tempo e não perca nada. Vamos começar!

Dia 1: Conhecendo Nova York e Chinatown

Times Square | ©Hellotickets
Times Square | ©Hellotickets

Tour por todos os bairros de Nova York com o Tour de Contrastes

Manhattan é o distrito mais conhecido dos cinco que compõem a cidade de Nova York. Isso porque é o borough mais famoso e que concentra 90% das atrações da cidade e é no sul que estão as origens da cidade. Mas mesmo assim, Nova York é muito mais: na verdade, é enorme. E uma das melhores maneiras de conhecer e se localizar na cidade grande é fazendo um tour guiado que te levará a ver os pontos turísticos mais importantes.

Para evitar cometer o erro principal de muitos visitantes na sua primeira vez em Nova York, que é não sair de Manhattan durante todas as férias. Recomendo que você comece sua viagem fazendo o Tour de Contrastes de Nova York, que te levará para conhecer os cinco grandes boroughs da Big Apple: Harlem, Bronx, Queens, Manhattan e Brooklyn.

Como este tour dura cerca de 5 horas você pode visitar os bairros mais emblemáticos de Nova York em apenas uma manhã, em uma van e acompanhado por um guia local que te dará uma introdução muito agradável à cidade, seus bairros e suas culturas. Me parece uma ótima opção para os turistas de primeira viagem na cidade pois é um primeiro contato bastante completo e interessante.

Além disso, uma vez terminado o Tour de Contrastes ou em outro momento da sua viagem, você pode retornar ao bairro ou área que mais chamou sua atenção para conhecer melhor. Se você gostou da idéia, pode saber mais sobre esta atividade no post sobre o Tour de Contrastes de Nova York.

Experimente a comida chinesa autêntica em Chinatown

Uma parte importante do Tour de Contrastes é que você pode escolher entre dois lugares para terminar o tour: sob a ponte do Brooklyn no DUMBO ou em Chinatown. O meu conselho é terminar em Chinatown já que o final da atividade coincide com a hora do almoço e no bairro asiático de Nova York você terá a oportunidade de provar comida chinesa autêntica a preços muito razoáveis.

Se você adora comer e é um foodie, vai se divertir em Chinatown, pois encontrará muitos restaurantes e bares onde você pode experimentar algumas das melhores especialidades asiáticas. Se você gosta de comida apimentada não pode perder o Xi's an Famous Food (45 Bayard Street) e uma boa opção para vegetarianos é o Buddha Bodai (5 Mott Street). Outra delícia são os noodles e dumplings no Prosperity Dumpling (46 Eldridge St).

Após o almoço, dê um passeio por Chinatown. Há aqui uma atmosfera muito única que te cativará como viajante. Descubra o Columbus Park, o Museu Chinês na América e o Canal Street Market, entre muitos outros lugares interessantes. Quer saber mais sobre tudo o que você pode fazer neste bairro? Veja meu artigo sobre Chinatown.

Retorno a Manhattan

À tarde, volte para Manhattan para continuar seu passeio pelo centro de Nova York. Que tal um passeio pela famosa Quinta Avenida? Esta é uma das ruas mais importantes da cidade e lar de alguns dos hotéis e lojas mais exclusivos da Big Apple. Mas além das compras, na Quinta Avenida você encontrará várias atrações turísticas para visitar, como o Empire State Building, a Catedral de St. Patrick, o Rockefeller Center e a Biblioteca Pública.

Perto da Quinta Avenida também está a Times Square, o coração de Nova York e um ícone da cidade. Uma visita à Times Square à noite é obrigatória em qualquer viagem à Big Apple e não pode ser perdida! As luzes e os letreiros desta icônica praça iluminam tudo e a atmosfera aqui é incomparável. Não há viajante que não se renda aos encantos da Times Square!

Brinde à sua viagem em um rooftop

O primeiro dia de sua viagem a Nova York foi longo e cheio de emoções, mas o que você acha de terminar com chave de ouro? Tomando um bom drink olhando para a de cima para cidade em um dos seus melhores rooftops? Se você gostou da idéia, aqui está meu artigo sobre Os melhores rooftops de Nova York para que você possa escolher o que mais gosta.

Dia 2: descubra o Brooklyn, Soho e o West Village

Vista de Manhattan do Brooklyn | ©Hellotickets
Vista de Manhattan do Brooklyn | ©Hellotickets

Comece o dia em Brooklyn e DUMBO

Se você viajar para Nova York não pode perder o Brooklyn, a região mais alternativa e legal da cidade. É um bairro com um passado industrial e uma forte identidade cultural que vale bem uma visita.

A maneira mais fácil de chegar ao Brooklyn é atravessar a ponte do Brooklyn a pé, saindo de Manhattan. Na final, você vai chegar mp DUMBO, um bairro boêmio e artístico que combinou arquitetura industrial antiga e design moderno para criar uma atmosfera única da cidade de Nova York.

Uma vez lá, você verá que DUMBO tem um encanto especial que você não conseguirá parar de fotografar. Ao longo das suas ruas você encontrará murais, graffitis e obras de arte autênticas que você vai querer guardar na sua câmera e na retina.

Não guarde sua câmera porque na Washington Street você poderá tirar fotos da Ponte de Manhattan com os arranha-céus ao fundo e na Plymouth Street você terá a chance de ver os traços do passado industrial do Brooklyn que ainda hoje sobrevivem neste bairro.

Continue por Williamsburg e o bairro judeu

A manhã acabou de começar e seguindo o roteiro do dia 2 através deste bairro você chegará em Williamsburg, um bairro onde vivem lado a lado os hipsters e a comunidade judaica mais conservadora de Nova York embora cada um em seu próprio espaço: os hipsters em Williamsburg e os judeus hassídicos na área sul de Williamsburg, que você chega ao atravessar sob a ponte de Williamsburg.

Williamsburg é uma dessas áreas autênticas e contrastantes que vale a pena visitar. Você ficará surpreso ao ver como em apenas algumas ruas, a atmosfera muda radicalmente: da austeridade do bairro judeu para a arte de rua mais marcante e antigas fábricas convertidas em restaurantes, galerias e outros locais de design.

Após um passeio por toda a região de Williamsburg é hora de entrar nas ruas de South Williamsburg, uma dos bairros judeus mais populares no mundo. Neste lugar é como caminhar por um mundo diferente em comparação com a área hipster. Os edifícios são austeros e simples com fachadas desgastadas e a maioria deles com barras nas janelas.

Se você for por conta própria, meu conselho é dar um passeio pelas ruas olhando a paisagem para conhecer seu modo de vida e costumes. Onde a vida da comunidade se concentra é na Lee Avenue, a principal artéria do bairro e onde se encontra a maioria de seus templos e lojas. Se você puder, recomendo que vá a uma loja kosher e compre um doce ou muffin, são muito saborosos!

Experimente a melhor pizza de Nova York!

Todo esse turismo abre o apetite, não é mesmo? Você não pode sair do Brooklyn sem pedir uma pizza de pepperoni no lendário Grimaldi'sbem embaixo da Ponte do Brooklyn na 1 Front St. Um templo para os amantes de pizza em NYC!

De volta ao Soho e West Village

À tarde, retornamos a Manhattan para descobrir um dos bairros mais badalados de Nova York, onde muitos filmes foram filmados: o SoHo. Esta área da cidade não tem quase nenhum dos arranha-céus de Midtown e alguns dos edifícios mais antigos da Big Apple, dando um charme único e muito especial que cria grandes oportunidades para a fotografia. É como se o SoHo fosse um oásis no meio da Nova York moderna que é uma alegria de passear por suas galerias de arte, restaurantes da moda e belos edifícios.

É também um ótimo lugar para compras. Aqui você encontrará uma mistura de lojas de luxo, novas boutiques de designers e marcas mais acessíveis como H&M, Zara e Mango. No SoHo há muitas opções para encontrar a lembrancinha perfeita da sua viagem.

Reserve um tempo para visitar o West Village, o bairro boêmio e hippie de Manhattan. Ao contrário do resto das ruas do bairro, estas escaparam do rigoroso padrão quadriculado em que a cidade foi projetada. Portanto, eles são caóticos e muito divertidos para caminhar sem rumo, aproveitando o passeio enquanto observam as vitrines das charmosas lojas e a bela arquitetura do bairro.

A paisagem de West Village é tão bela que seus edifícios foram usados como cenário para o cinema e televisão em várias ocasiões. Se você é fã, provavelmente sabe que esta área era a localização do famoso apartamento de Monica em "Friends" (na esquina da Grove Street com a Bedford Street) e do apartamento de Carrie Bradshaw em "Sex and the City" (na 66 Perry Street). Se você gostaria de fazer o tour de filmes e séries de Nova York, este bairro é um bom lugar para começar.

Acho a arquitetura do West Village incrível. Há sempre um pequeno tesouro para descobrir. Por exemplo, a casa mais estreita de Nova York cuja fachada tem 2,9 metros de largura no número 75 1⁄2 Bedford Street ou as townhouses e brownstones das ruas Leroy Street e Morton Street.

Aproveite as luzes de Nova York em um passeio noturno em um ônibus turístico

Para terminar o seu segundo dia de passeio pelas ruas de Nova York, quando o sol se põe e você está exausto de toda aquela caminhada, sugiro um tour noturno em um ônibus turístico de luxo pela cidade que nunca dorme para vê-la brilhar.

Acompanhado com um guia local que te mostrará o outro lado de Nova York, você passará 4 horas em um confortável ônibus passando por lugares como a Times Square, Broadway, Grand Central Terminal, Chrysler Building, Empire State Building, Rockefeller Center, Fifth Avenue, Brooklyn Bridge, Chelsea Market e muito mais. Você também poderá descer em algumas das paradas do passeio para ouvir os comentários do guia e conhecer a cidade em mais detalhes.

Se você achou Nova York surpreendente e vibrante durante o dia, você vai achá-la mágica e fascinante à noite, e é um plano muito romântico também!

Dia 3: viva emoções no Hudson Yards e na NBA

Madison Square Garden | ©Hellotickets
Madison Square Garden | ©Hellotickets

Café da manhã como um rei no Chelsea Market

O terceiro dia de sua viagem a Nova York é longo e emocionante. Você vai precisar ter forças para aguentar um dia inteiro de turismo e para isso é essencial tomar um bom café da manhã.

Nova York é uma cidade onde se pode comer muito bem, já que tem uma grande variedade gastronômica para todos os gostos. Entretanto, eu recomendo que você inicie seu terceiro dia indo ao Chelsea Market, um dos mais mercados gastronômicos mais populares de Manhattan.

Nos seus estandes de comida você pode pedir deliciosos sanduíches, saladas, pizzas, muffins, donuts e biscoitos. Um exemplo é o Amy's Bread, Doughnuttery e Filaga Pizzeria, embora haja muito mais opções.

Além de tomar o café da manhã no Chelsea Market, recomendo que você dê uma volta pelo mercado porque eles têm lojas muito legais onde você pode comprar algumas lembranças como a Posman Books, Chelsea Market Baskets e o Artists & Fleas Market. Se você quiser saber mais sobre o Chelsea Market recomendo que leia meu artículo sobre este mercado no Meatpacking District Há tanto para ver!

Aproveite o High Line Park

Ao lado do Chelsea Market está um dos parques urbanos mais singulares e modernos da cidade de Nova York: o High Line Park. É um jardim com arte e lugares para descansar construídos em uma antiga linha ferroviária elevada que oferece as melhores vistas da cidade.

Como se tornou um lugar muito popular e é um pouco estreito, o parque pode lotar facilmente, por isso, meu conselho é ir ao High Line Park logo pela manhã depois o café da manhã no mercado.

Ao longo do seu caminho (cerca de dois quilômetros e meio) você pode desfrutar de seu design peculiar, que mistura arte e natureza, enquanto você faz uma rota muito legal que passa pelo Chelsea e chega no Hudson Yards desde o Meatpacking District (ou ao contrário, dependendo de onde você começa).

Na minha opinião, as vistas dos arranha-céus dos diferentes bairros de Manhattan são o melhor desse passeio, juntamente com a sensação de estar em um pequeno oásis cercado de verde e arte longe da agitação de Nova York. O passeio é tão divertido que você não vai perceber tudo o que você caminhou até ver em um mapa!

Se você estiver curioso para saber mais sobre este parque urbano, recomendo que leia meu artigo sobre o que fazer no High Line Park em Nova York.

Hudson Yards e The Vessel

Um passeio pelo High Line Park te levará para o Hudson Yards, o novo bairro da moda de Manhattan. É difícil acreditar que esta área da moda repleta de prédios de vanguarda era até recentemente um depósito de trens ao longo do rio Hudson.

Mas Nova York é um lugar vivo, em constante mudança. E assim surgiu o Hudson Yards, um lugar que já tem várias atrações turísticas imperdíveis em qualquer viagem à Big Apple, como o The Vessel uma colmeia gigante que se tornou o símbolo deste bairro.

The Vessel é uma estrutura futurista de 45 metros com vistas fantásticas da cidade a partir de diferentes alturas, ângulos e perspectivas. Você vai se divertir muito brincando com sua câmera. Do alto você poderá ver o rio Hudson, o centro cultural The Shed, o High Line Park e os arranha-céus que o circundam. E se você prestar atenção, verá o One World Trade Center e o Empire State Building.

Meu conselho é comprar seu ingresso para o The Vessel com bastante antecedência para não ter que esperar nas longas filas da bilheteria.

Onde comer no Hudson Yards?

É hora de fazer uma pausa no roteiro do dia 3 por Nova York para o almoço. O Hudson Yards também tem algumas ótimas opções para escolher.

Um dos meus favoritos é o Little Spain Market, um espaço gastronômico localizado no edifício 10 Hudson Yards, dedicado aos sabores da cozinha tradicional espanhola. Comer uma porção de batatas fritas, uma tortilha espanhola, uma coca valenciana e uns churros crocantes no meio de Nova York não tem preço. Ainda mais se eles tiverem o selo de qualidade do prestigioso chef José Andrés em colaboração com os irmãos Ferran e Albert Adrià.

Além disso, no shopping The Shops and Restaurants at Hudson Yards há também outros restaurantes como Shake Shack*, Kawi, Peach Mart e entre outras opções.

The Edge, o observatório mais alto de Manhattan

Após a pausa para o almoço, é hora de testar sua vertigem no The Edge, um dos mais espetaculares decks de observação de Nova York.

Subir no The Edge é uma experiência emocionante. Localizado no arranha-céus de 30 Hudson Yards a 345 metros de altura, do seu terraço de vidro de 700 m2 você sentirá o impacto do vento e terá uma vista panorâmica de 360 graus de Nova York.

Me lembro da primeira vez que pisei no exterior do observatório, que se projeta na forma de uma flecha para o céu de Nova York, me senti como se estivesse à beira de um penhasco. A adrenalina subiu enquanto eu andava no seu chão de vidro e olhava para o trânsito de Nova York centenas de metros abaixo de mim. É uma sensação realmente emocionante.

Como no The Vessel, recomendo que você compre seu ingresso para o The Edge com antecedência para garantir que você possa entrar na hora que quiser e no dia em que planejar.

Game Time! Experimente a magia da NBA no Madison Square Garden

Assistir a um jogo de basquete no Madison Square Garden é um dos espetáculos mais fascinantes que você pode assistir nos Estados Unidos, seja porque você é apaixonado por basquetebol ou porque você quer vivenciar a atmosfera e a loucura que este esporte traz para a cidade.

Termine o terceiro dia das suas férias na Big Apple em grande estilo, indo para o Madison Square Garden para curtir um jogo dos New York Knicks. Se você quiser incluir um jogo da NBA em sua viagem, meu conselho é comprar seu ingresso on-line antes de viajar. Por quê? A chave é comprar o mais rápido possível para conseguir o melhor lugar com o melhor ao preço. Se você esperar muito, corre o risco de ficar sem ingressos ou de que na bilheteria haja poucos ingressos a um preço mais elevado e em setores com menor visibilidade.

Não hesite, para mim esta é a maneira mais fácil, segura e rápida. Se você quiser saber mais sobre Como comprar ingressos para ver os jogos da NBA em Nova York, recomendo que você leia o artigo que escrevi sobre o assunto, levará apenas alguns minutos e eu explico tudo o que você precisa saber!

Dia 4: missa gospel, os melhores museus e um passeio pelo Central Park

Correndo pelo Central Park | ©Hellotickets
Correndo pelo Central Park | ©Hellotickets

Escute a música celestial no Harlem

Aproveite este dia para fazer algo diferente durante sua estadia em Nova York, como por exemplo a tour pelo Harlem com uma missa Gospel para conhecer o lado mais autêntico deste bairro ao norte de Manhattan.

Mergulhar na cultura do Harlem acompanhado por um guia profissional é a melhor maneira de experimentar a diversidade cultural desta cidade e de descobrir as raízes da comunidade afro-americana. Em apenas 4 horas você verá os principais pontos turísticos do Harlem, como o Teatro Apollo, o Cotton Club, a Mansão Morris Jumel, as ruas históricas de apartamentos típicos e ainda terá tempo de visitar uma igreja local para testemunhar uma autêntica missa gospel ao vivo. Eu recomendo ir aos domingos, pois você encontrará uma congregação maior e uma experiência mais genuína.

Pedalar pelo Central Park

Depois deste tour pelo Harlem, você pode continuar seu roteiro por Nova York no Central Park pela sua entrada próxima ao bairro que é mais tranquila que a entrada ao sul.

Com seus 341 hectares, o Central Park é o maior parque urbano de Nova York. Vê-lo inteiro seria exaustivo e um pouco desnecessário. Para ter uma visão geral do parque e ter energia sobrando para continuar explorando Nova York após esta visita, eu recomendo um passeio de bicicleta pelo parque, pois você poderá ver os principais pontos e economizar tempo.

Há muitas maneiras de visitar o Central Park, mas fazer um tour privado em pedicab me parece uma maneira divertida e diferente e você estará acompanhado por um guia profissional. Eu fiz e vale muito a pena porque mostra não só os lugares mais emblemáticos do parque, mas também outros que normalmente passam despercebidos pelos turistas.

Fazer um piquenique no Central Park

Ao final de seu passeio de bicicleta pelo Central Park você pode ir até The Great Lawn, o maior prado do parque para descansar um pouco e fazer um piquenique quando o sol estiver brilhando. Há muitas barracas de comida espalhadas pelo parque onde você pode comprar cachorros-quentes, waffles, sanduíches, bebidas e sorvetes. Se o tempo não estiver bom, tudo bem porque dentro do parque há vários restaurantes onde você pode parar para comer como o The Loeb Boathouse, o Café Express e o Le Pain Quotidien.

Dê um passeio pelo Upper East Side e pelo Museu de História Natural

No quarto dia de sua visita a Nova York, você pode aproveitar sua visita ao Central Park para dar um passeio pelo Upper East Side, o bairro rico de Nova York conhecido pelos seus imponentes edifícios e avenidas largas.

Depois siga para o Museu de História Natural de Nova York, a oeste do Central Park. É um dos museus imperdíveis da cidade e um dos mais visitados, portanto, para pular as filas na bilheteria e ir direto para as exposições, é melhor comprar o ingresso sem filas para o museu.

Meu espaço favorito é aquele dedicado aos fósseis e dinossauros, mas o Museu de História Natural de Nova York tem dezenas de exposições permanentes e exclusivas. Meu conselho é que planeje bem sua visita e reserva pelo menos 3 horas para explorar o museu à sua vontade mas se você não tiver muito tempo, é melhor ir direto para as salas que você quer ver. Se você quiser saber mais sobre o Museu de História Natural de Nova York, não perca meu artigo: Ingressos Museu de História Natural.

Velejar pelas águas de Nova York ao anoitecer

A qualquer hora do dia, as vistas do horizonte de Nova York são incríveis, mas tenho uma fraqueza especial por suas luzes ao anoitecer. É por isso que acho que fazer um cruzeiro noturno é uma das mais belas lembranças que você pode ter de uma viagem a Nova York.

Um cruzeiro ao pôr-do-sol nas águas de Manhattan me parece uma ótima maneira de terminar um dia cheio de emoções depois de infinitos passeios pela cidade, seja com a família, amigos ou em casal.

O que você acha de :um jantar buffet com DJ a bordo e dança ou um jantar romântico de três pratos harmonizados com um pianista ao vivo que toca jazz e blues? Seja qual for a opção escolhida, você se divertirá muito enquanto continua explorando os melhores pontos turísticos da cidade e aproveitando um tempo de relaxamento em um barco.

Dia 5: Distrito Financeiro e Broadway

Bolsa de valores de Nova York | ©Hellotickets
Bolsa de valores de Nova York | ©Hellotickets

Faça o tour do Upper e Lower Manhattan e pegue um ferry para a Liberty Island

Não falta muito para terminar sua viagem a Nova York e para que você não deixe nada sem ver recomendo que na manhã do dia 5 você faça o Tour do Upper e Lower Manhattan, o coração da Big Apple.

É a opção perfeita se você estiver em Nova York apenas por alguns dias ou se estiver viajando com crianças e elas estiverem cansadas de andar. A parte interessante deste tour é visitar Manhattan em um confortável ônibus com um guia especializado e assim você terá contexto sobre cada lugar que visitar quando estiver explorando a cidade em seu próprio ritmo e você também saberá se orientar muito melhor.

O Tour do Upper e Lower Manhattan dura mais de 3 horas e termina no Battery Park, no extremo sul do borough que faz fronteira com o Distrito Financeiro. Após esta atividade você pode pegar o ferry até a Estátua da Liberdade que parte do cais deste parque, o mais antigo de Nova York. As vistas da Liberty Island, Lady Liberty e Ellis Island do Battery Park são incríveis e você terá muitas fotos!

Fazer uma pausa para almoço no Westfield World Trade Center Mall

No caminho de volta para Manhattan, antes de visitar o Ground Zero é hora de fazer uma pausa para o almoço e recarregar suas energias. Você pode ir para o Westfield World Trade Center Mall, um shopping center localizado logo abaixo da estrutura The Oculus. Aqui há muitos restaurantes para escolher, tais como Eataly, Shake Shack, Wasabi Sushi & Bento, Starbucks e entre outros.

Visitando o Ground Zero e o Distrito Financeiro a tarde

O Ground Zero em Nova York é um lugar de lembrança que presta homenagem aos que perderam sua vida nos ataques terroristas de 2001 que chocaram o mundo.

Após o ataque, foi necessário reconstruir todo o World Trade Center. As Torres Gêmeas deram lugar a arranha-céus modernos como o One World Trade Center que tem o deck de observação mais alto de Nova York conhecido como One World Observatory, o impactante Museu do 11 de Setembro e o Memorial, uma das visitas mais emotivas que fiz em Nova York. Ambos são os dois lugares que mais me impressionaram no Ground Zero e que deixam suas emoções a flor da pele.

No entanto, há muito mais para ver no Ground Zero. Se você quiser saber mais no meu artigo sobre o que fazer no Ground Zero em Nova York eu conto sobre o essencial desta área.

A próxima parada na rota é o Distrito Financeiro no coração de Downtown Manhattan. Aqui há uma série de pontos turísticos para ver, como Wall Street e o seu Charging Bull ou a Bolsa de Valores de Nova York e entre outros. Suas longas e estreitas ruas ladeadas por enormes arranha-céus mal vão te permitir ver o céu e você se deparará com centenas de executivos que usam ternos correndo.

Viva a Magia de um Musical da Broadway

Em Nova York você vem para se divertir, para se surpreender a cada esquina e até mesmo para sonhar acordado. E para isso que estão os musicais da Broadway, que te farão se divertir como uma criança, não importa quantos anos você tenha!

A magia da Broadway, seus inúmeros musicais e suas espetaculares apresentações te deixarão de boca aberta. Há muitos títulos em cartaz, mas alguns dos mais prestigiados são o "O Fantasma da Ópera", "Aladin", "O Rei Leão", "Wicked", "Chicago", "Frozen" e "Les Miserables".

Naturalmente, se você quiser passar uma noite no teatro, recomendo que você compre seus ingressos para a Broadway com antecedência para conseguir os melhores lugares na data desejada a um preço melhor do que na bilheteria, onde você também economiza o tempo das longas filas.

Dia 6. Saia de Nova York e explore outros pontos turísticos inesquecíveis

Washington D.C. | ©Caleb Perez
Washington D.C. | ©Caleb Perez

Talvez enquanto você planejava sua viagem para Nova York a princípio não pensa em adicionar uma excursão para fora da cidade e ver outras partes dos Estados Unidos, já que há tanto para ver na Big Apple. Mas na minha opinião dedicando um dia das suas férias para fazer uma excursão para Washington ou para Niagara Falls é uma grande idéia porque você terá a oportunidade de conhecer a capital do país ou esta maravilha da natureza.

Conhecer Washington D.C.

A excursão para Washington saindo de Nova York é uma das melhores experiências de um dia que você pode fazer da Big Apple. Você será acompanhado por um guia especializado e você fará um tour completo por Washington para descobrir locais icônicos como a Casa Branca, o Capitólio, o Lincoln Memorial, o Cemitério Nacional de Arlington, o Pentágono e muito mais. É incrível!

Se maravilhe nas Cataratas do Niágara

Outra opção é fazer uma excursão para Niagara Falls que te leva e te traz do centro de Nova York em um dia. O melhor desta excursão é que você não precisa se preocupar em como chegar, o que pode ser uma odisséia e tanto. E uma vez nas cataratas, você estará certo de não perder nada com o seu guia bilíngüe profissional.
Ver o belo arco-íris e escutar o ruído da água é uma experiência inesquecível, eu fiquei sem palavras! Além disso, como esta excursão explora o lado americano das cataratas, não é necessário visto.

Dia 7: goodbye New York!

Vista do One World Observatory | ©Hellotickets
Vista do One World Observatory | ©Hellotickets

E o último dia das suas férias em Nova York chegou! Todas as despedidas são difíceis, especialmente quando você passou por momentos memoráveis nesta cidade, mas em vez de ficar triste, meu conselho é que aproveite ao máximo o último dia.

Para começar, você pode passar a manhã fazendo compras por Nova York para comprar algumas lembrancinhas únicas e originais da sua viagem. Você pode encontrar tudo aqui e a qualquer preço! A cidade está cheia de lojas para todos os gostos e tenho certeza de que você encontrará um presente especial para seus amigos e familiares.

Se você precisar de alguma inspiração a este respeito, recomendo que dê uma olhada no meu artigo sobre as melhores coisas para comprar em Nova York.

Um última refeição em Nova York

Um dia de compras é cansativo para todos. Faça uma pausa e aproveite o seu último dia de viagem para se presentear como merece. No meu post sobre os 10 melhores lugares para comer em Nova York você encontrará lugares onde você pode comer muito bem sem gastar uma fortuna.

Diga adeus a Nova York em grande estilo!

Diga adeus à Big Apple do topo de um de seus arranha-céus e observe a maravilhosa Manhattan ao pôr-do-sol. Ver o sol se pôr enquanto as luzes de Nova York se acendem lentamente é um momento mágico e uma maneira muito especial de dizer adeus à cidade.

Há muitos decks de observação para subir e cada um mostra um lado diferente de Nova York, mas os dois mais famosos são o Empire State Building e o Top of the Rock, ambos ficam no centro de Manhattan.

Agora, qual é o melhor observatório? Depende, o Empire State é mais alto e oferece melhores vistas do One World Trade Center e do Financial District, enquanto o Top of the Rock é a melhor escolha para ver Times Square, Central Park e o Empire State Building.

Qualquer que seja o observatório que você escolher, você descobrirá que estar lá em cima é realmente de tirar o fôlego e terá a sensação de que o tempo está parado diante de seus olhos.