Parcele sua compra em até 6 vezes no cartão de crédito. Visa card MasterCard Black card American Express Black card

Melhores coisas para se fazer em Marrakech

Marrakech é a alma do Marrocos, uma cidade de contrastes que irá te conquistar desde o início. Se você quiser aproveitar ao máximo sua visita, não perca estes lugares essenciais

Ana Caballero

Ana Caballero

12 de jun de 2021 • Leitura de 5 minutos

Melhores coisas para se fazer em Marrakech

©Chronis Yan Va

Marrakech é a alma do Marrocos: uma cidade de contrastes que o contagia desde o início. O tráfego inunda suas ruas onde pedestres, veículos e animais formam uma massa uniforme; o som da buzina se mistura às vozes dos pedestres e ao chamado à oração. Estas são as 10 coisas de Marrakech que você não deve perder.

1. Passeie pela praça Yamaa el-Fna

Vida noturna na praça Jemaa el-Fna | ©Sherpas 428
Vida noturna na praça Jemaa el-Fna | ©Sherpas 428

Não sei se há alguém que tenha visitado Marrakech sem passar por esta praça. Localizada dentro da Medina (área histórica considerada o centro de Marrakech e cercada por um muro), a enorme praça Yamaa el-Fna é o coração da cidade e o principal ponto de referência para se orientar em qualquer tour ou excursão turística.

2. Vá às compras no souk

O souk | ©César González Palomo
O souk | ©César González Palomo

Em poucas cidades eu recomendaria fazer compras como uma atividade obrigatória, mas em Marrakech é uma experiência totalmente nova à qual você está acostumado.

O mercado souk é uma experiência em si; o de menos é comprar, mas é uma oportunidade para ver como os vendedores se comunicam com os turistas (seja qual for o idioma), apreciar o artesanato (os artesãos geralmente estão no fundo do souk passando por um beco coberto) ou provar os doces que são vendidos na rua (não parecem muito higiênicos, mas experimentá-los faz parte da experiência local).

3. Visite o Palácio da Bahia

O palácio bahia | ©*SHERWOOD*
O palácio bahia | ©*SHERWOOD*

Também conhecido como Palácio da Bela, por ser a tradução em árabe. Foi por este apelido que ficou conhecido o local favorito do vizir Ahmed ben Moussa, aquele que encomendou a construção deste palácio que demorou 14 anos para ser concluído. O que mais se destaca é sua ornamentação grandiosa que cobre completamente o edifício (e te digo que os ladrilhos foram colocados um a um).

4. Descubra as tumbas Saadianas

Tumbas saadianas | ©Montse PB
Tumbas saadianas | ©Montse PB

Perto do Palácio da Bahia estão os túmulos Saadianos. Embora também fique aberto até às 16h30, é melhor visitá-lo pela manhã para evitar aglomerações devido ao seu pequeno tamanho. No seu interior você encontrará famosos túmulos e uma ostentosa decoração em estuque e mármore, digna da glória dos mais notáveis ​​sultões do século XVI. Pelo tipo de decoração de cada tumba e mausoléu, você adivinhará o poder aquisitivo de cada uma das notáveis figuras ​​enterradas ali.

5. Maravilhe-se com a Madraça Ali Ben Youssef

Ali Ben Youssef Madrasa | ©Kees Kortmulder
Ali Ben Youssef Madrasa | ©Kees Kortmulder

Se você já esteve na Alhambra em Granada ou no Alcázar em Sevilha, o cenário desta mesquita será familiar para você. Se o Palácio da Bahia já é um símbolo da grandeza dos homens, este templo é um símbolo da grandeza de Allah (Deus) e é incrível.

É uma das poucas mesquitas no país onde não-muçulmanos podem entrar. Então aproveite a ocasião para visitá-la (menos durante feriados religiosos, onde estará fechada). Seu ponto forte é o pátio: pisos de mármore, tons delicados, arte ornamental, caligrafias esculpidas, varandas de treliça, mosaicos e outros elementos fazem dele uma obra de arte.

6. Explore o Jardim Majorelle

Jardim Majorelle | ©Mike Finn
Jardim Majorelle | ©Mike Finn

Quando você for ao Jardim Majorelle, a primeira coisa que chamará sua atenção, antes mesmo de chegar à porta, é a área da Ville Nouvelle. Só de pegar um táxi na Medina parece que você chegou a uma cidade completamente diferente, com prédios altos e calçadas bem cuidadas. Na verdade, esta é a parte rica da cidade e sim: também faz parte de Marrocos.

Quanto ao Jardim Majorelle, pessoalmente o considero uma das melhores visitas que se pode fazer na cidade, senão a melhor. A imagem que você vai encontrar ao passar pelas portas deste jardim (aberto 365 dias por ano) não tem nada a ver com o que está associado ao mundo árabe: foi construído nos anos 20 e 30 do século passado. Está decorado com espécies de plantas exóticas e os edifícios e ruas que o compõem tornam o ambiente requintado.

7. Faça uma excursão a Essaouira

Essaouria | ©Jean-Marc Astesana
Essaouria | ©Jean-Marc Astesana

Marrakech é uma cidade com muito para se aproveitar, mas a agitação das suas ruas faz com que você agradeça por poder fugir um dia do centro para desfrutar de uma parte mais relaxada do Marrocos. A cidade dos pescadores de Essaouira é o destino perfeito para isso. Está localizado a três horas de Marrakech e há várias excursões a Essaouira, onde você pode ir e voltar no mesmo dia.

Seu principal atrativo é a tranquilidade de suas ruas, a vista para o mar e, claro, o peixe barato e de qualidade que se come na zona portuária. Se quiser passar mais alguns dias nesta cidade, você pode fazer caminhadas ou visitar as estações de montanha, mas nas diferentes excursões que partem de Marrakech você terá tempo para conhecer e explorar os principais pontos turísticos no seu próprio ritmo.

8. Faça um passeio de camelo

Passeio de camelo pelo deserto | ©Claudia Gschwend
Passeio de camelo pelo deserto | ©Claudia Gschwend

Pode parecer um clichê ir ao Marrocos e andar de camelo, mas é um clichê que acaba sendo uma experiência muito gratificante. As rotas dos camelos não só permitem que você use este animal como meio de transporte, mas também faça um tour pelos desertos próximos a Marrakech e as aldeias berberes distribuídas através deles.

Ao contrário do que muitos pensam, não é necessário ir ao deserto do Saara para andar de camelo. Você pode fazer diferentes excursões de camelo de Marrakech para vários pontos nos arredores (incluindo o famoso Palmeiral de Marrakech) que podem durar de algumas horas até um dia inteiro.

9. Faça um tour pela cidade

Mesquita de Koutoubia iluminada ao anoitecer | ©Chronis Yan
Mesquita de Koutoubia iluminada ao anoitecer | ©Chronis Yan

Existem muitas maneiras de se visitar uma cidade, mas a melhor maneira de conhecê-la realmente é entrando em contato com alguém local que explicará o que há além do ponto de vista do turista.

Você pode escolher entre várias opções de tours e excursões em que um guia local irá mostrar os cantos mais desconhecidos da cidade, contar a história de seus principais emblemas e os detalhes mais interessantes sobre o modo de vida de seus habitantes.

10. Faça excursões pelos arredores

Ouzoud Falls | ©just_a_cheeseburger
Ouzoud Falls | ©just_a_cheeseburger

Existem países que ninguém pensaria em ir sem visitar suas paisagens. No entanto, muitos dos turistas que viajam a Marrakech permanecem na cidade por não conhecerem as riquezas naturais do seu entorno.

Para que isso não aconteça, basta procurar as fotos da Cordilheira do Atlas, do Vale Ourika, das cachoeiras de Ouzoud ou da cidade de Ban Haddou. Se a sua reação principal for “Mas isso é perto de Marrakech?”, você pode ler mais sobre todas as excursões organizadas saindo de Marrakech aqui aqui.

Coisas para se fazer em Marrakech