Parcele sua compra em até 6 vezes no cartão de crédito. Visa card MasterCard Black card American Express Black card

Fontana di Trevi: história, curiosidades e o que fazer perto

Jogar uma moeda na Fonte de Trevi é apenas uma das lendas desta jóia arquitetônica.

Alex Grande

Alex Grande

Leitura de 6 minutos

Fontana di Trevi: história, curiosidades e o que fazer perto

Fonte de Trevi | ©Michele Bitetto

Nenhuma viagem a Roma estaria completa sem uma visita à mais bela fonte do mundo, a Fonte de Trevi. Tanto por sua beleza alegórica quanto por sua importância histórica, vale bem a pena passar algum tempo contemplando-a.

Como um dos lugares mais visitados de Roma e provavelmente uma das atrações onde é mais fácil ter uma experiência menos que perfeita, escrevi este guia com tudo o que você precisa saber antes de visitar a famosa Fonte de Trevi: sua história, sua explicação artística e, o mais importante, uma série de dicas para aproveitá-la ao máximo.

1. Quando e como visitar a Fonte de Trevi: dicas e truques

A Fonte de Trevi| ©Michele Bitetto
A Fonte de Trevi| ©Michele Bitetto

Duas vezes melhor que um

Visite-o duas vezes, uma durante o dia e outra à noite. Ao amanhecer, não haverá muitos turistas e você poderá desfrutar da fonte em todo seu esplendor, e depois da meia-noite o lugar terá uma aura especial com a bela iluminação da Fonte de Trevi.

Como evitar o turismo de massa

O que quer que você faça, não visite a fonte à uma à tarde ou ao final do dia, você será encontrado com uma multidão de turistas que provavelmente arruinará sua experiência.

Cuidado com os carteiristas

De todos os locais em Roma, é especialmente necessário ter cuidado com sua bolsa, mochila ou carteira. Por ser um espaço tão pequeno, com tantos turistas incautos, haverá batedores de carteira vagando por aí se ficar um pouco lotado. Preste sempre atenção ao seu ambiente e especialmente aos seus pertences, para que você não seja arrancado.

Não caia em armadilhas para turistas

Cuidado também com as pessoas que se oferecem para tirar uma foto sua na fonte, pois elas vão querer cobrar por isso depois, e se você lhes disser para não o fazerem, elas podem ficar muito aborrecidas.

Não tente "entrar" na água (e ser avisado, ser prevenido, ser prevenido)

Provavelmente é escusado dizer, mas não se pode tomar banho na água da Fonte de Trevi como na cena icônica da 'La dolce vita'. Bem, se você pode, você pode, e pode tirar uma foto se quiser, mas a taxa de "entrada" é uma multa de 500 euros. Caso você esteja pensando em correr o risco, faça-o corretamente: é melhor fazê-lo nas primeiras horas da manhã, quando a fonte estará mais bonita e haverá menos turistas e policiais por perto.

2. Onde está e como chegar à Fonte de Trevi

A Fonte de Trevi| ©Christopher Czermark
A Fonte de Trevi| ©Christopher Czermark

A Fonte de Trevi está localizada na praça do mesmo nome, que pode ser alcançada a partir de várias ruas próximas: Via del Corso, Via del Tritone e Via della Dataria.

A estação de metrô mais próxima fica na Piazza Barberini. Daqui, siga para o oeste pela Via del Tritone até chegar à Via della Stamperia, e descendo a rua você chegará à Piazza di Trevi, uma das mais belas praças de Roma.

3. Tudo sobre a tradição de arremessar moedas

A Fonte de Trevi à noite| ©Christian Rosi
A Fonte de Trevi à noite| ©Christian Rosi

Viajar é uma das melhores maneiras de descobrir pequenos costumes e tradições de lugares ao redor do mundo, e a tradição de jogar moedas na Fonte de Trevi é uma das minhas favoritas de todos os lugares que visitei. Não pode haver melhor ocasião do que citar o famoso provérbio de Santo Agostinho que derivou no famoso ditado anglo-saxão When in Rome, do as the Romans do.

Como fazer isso

O costume é ficar de costas para a água na fonte e, com a mão direita, atirar uma moeda sobre o ombro esquerdo. Isto garantirá que você retornará a Roma em algum ponto futuro de sua vida. Mas se você atirar uma segunda moeda, a lenda diz que você encontrará o amor (ou se apaixonará por uma pessoa italiana, dependendo da versão), e com uma terceira moeda, você garantirá um casamento ou um divórcio.

A origem desta tradição

Masde onde vem esta tradição? Imaginei que fosse uma lenda antiga, com suas origens em alguma superstição pagã, mas não: o lançamento da moeda começou após o lançamento do filme Três Moedas na Fonte, em 1954, que definiu a tradição com todas as suas particularidades.

O que eles fazem com o dinheiro arrecadado

Logicamente, por mais popular que seja a tradição de jogar moedas na Fonte de Trevi, muito dinheiro acaba no fundo do poço. Cerca de 3.000 euros são coletados da fonte todas as noites, que são doados à Caritas, uma instituição de caridade católica para prestar serviços às famílias carentes em Roma.

4. O que ver perto da Fonte de Trevi

A Piazza di Spagna| ©Jorgen Hendriksen
A Piazza di Spagna| ©Jorgen Hendriksen

A Fonte de Trevi é um lugar ideal para visitar como parte de um passeio por Roma, pois está a caminho de muitos dos principais pontos turísticos do centro da cidade.

Aqui estão algumas das atrações turísticas de Roma que você pode aproveitar a oportunidade para ver no mesmo dia que uma visita à Fonte de Trevi:

Piazza di Spagna

Com seu famoso conjunto de escadas e sua bela Fontana della Barcaccia, a Piazza di Spagna é um lugar muito agradável de se visitar especialmente na primavera e no verão, quando as escadas estão cheias de decorações florais.

Piazza Barberini

A localização da Fontana del Tritone, uma das mais belas fontes de Roma, e do Palazzo Barberini, de grande importância histórica como residência do Papa Urbano VIII, vale bem uma visita e um passeio pela região.

O Panteão

Este edifício é o mais bem preservado da Roma Antiga, e é uma visão e tanto de dentro quanto de fora. Uma visita gratuita que você tem que incluir em suas principais coisas a fazer em sua viagem a Roma.

Piazza Navona

A Piazza Navona é uma das praças mais importantes de Roma, onde você pode ver três belas fontes e visitar a igreja de Sant'Agnese em Agone. Há muitos restaurantes e cafés na região, que está sempre agitada com artistas de rua e um fluxo constante de turistas e moradores locais.

5. Um pouco de história sobre a Fonte

A Fonte de Trevi| ©Fabio Fistaro
A Fonte de Trevi| ©Fabio Fistaro

A arquitetura do Império Romano sempre teve a máxima utilidade para os cidadãos. As fontes da cidade de Roma tinham a função de indicar um local para obter água potável para beber, cozinhar e limpar, mas no caso da Fonte de Trevi, como outras fontes construídas durante o período barroco em Roma, estes monumentos também adquiriram a função de adorar a água e realçar seu simbolismo de pureza e renovação.

E é por isso que a fonte que existia no local da Fonte de Trevi foi renovada a pedido do Papa Urbano VIII em 1629, para se tornar a maravilhosa obra de arte que podemos admirar hoje.

O Papa confiou a comissão ao artista Gian Lorenzo Bernini, sob seu patrocínio, e Bernini iniciou seu projeto original; no entanto, o projeto foi abandonado na morte do Papa e só em 1730, um século depois, o Papa Clemente XII escolheu o arquiteto Nicola Salvi para terminar a famosa fonte. A propósito, o nome da Fonte de Trevi vem do fato de estar localizada em um cruzamento de "três estradas", algo que você verá em primeira mão quando a visitar.

6. O que representa a Fonte de Trevi?

A Fonte de Trevi| ©Sten-Ritterfeld
A Fonte de Trevi| ©Sten-Ritterfeld

A Fonte de Trevi é uma maravilhosa obra de arte que não faz parte de uma exposição do museu, nem faz parte de uma coleção particular de um monarca, nem é guardada em uma igreja. O que a torna tão especial é que ela fica no meio da cidade pronta para ser admirada por qualquer um que passe por ela, e se você a visitar na companhia de um especialista numa visita guiada a Roma, poderá descobrir todos os segredos de suas esculturas.

Os artistas

Iniciada por Gian Lorenzo Bernini, o grande arquiteto e escultor a quem Roma deve muito de sua beleza, e terminada por Nicola Salvi, a Fonte de Trevi é uma alegoria da domação do mar, com uma série de símbolos e alegorias escondidos em suas diversas esculturas.

Seus símbolos

No centro da fonte, no nicho principal, está a estátua de Oceanus, o deus do mar, em uma carruagem puxada por dois cavalos marinhos, um agitado e outro calmo, representando os dois estados do mar.

À esquerda de Oceanus está a estátua da Abundância, segurando uma cornucópia e acima da qual se encontra um relevo representando a General Agrippa ordenando a construção do aqueduto Acqua Virgo, que levava água até esta fonte. A origem do nome do aqueduto, segundo a lenda, vem de uma donzela que indicou à Agrippa a localização da fonte sobre a qual se encontra hoje a Fonte de Trevi.

À direita da fonte, a estátua da Saúde (ou bem-estar) segura um copo do qual uma cobra está bebendo, o copo de Hygieia, um símbolo tradicional do farmacêutico.

Coroando a Fonte de Trevi estão quatro estátuas representando os efeitos benéficos da água na terra, simbolizando a abundância, a fertilidade, a colheita das uvas e do vinho, e a beleza da natureza.

Algo que muitas pessoas não percebem é que a grandeza da fonte se deve à fachada do Palazzo Poli, que dá aquele espetacular pano de fundo aos elementos que compõem a própria fonte.