Parcele sua compra em até 6 vezes no cartão de crédito. Visa card MasterCard Black card American Express Black card

Como chegar no Vaticano

A Cidade do Vaticano não está no centro de Roma, mas chegar lá é fácil, se você souber como. Esta é a melhor maneira de chegar ao Vaticano para que sua visita seja perfeita.

Carmen Navarro

Carmen Navarro

Leitura de 6 minutos

Como chegar no Vaticano

Praça de São Pedro | Kevin et Laurianne

Você está planejando sua visita a Roma e não quer deixar nenhuma ponta solta? Você está certo, porque a Cidade Eterna tem muito a oferecer e não há tempo a perder. Portanto, se você já reservou seu bilhete para o Vaticano ou sua visita guiada ao Vaticano, eu montei este pequeno guia prático para que, onde quer que você esteja, você possa chegar ao Vaticano dentro do tempo e do orçamento que tem disponível.

1. Caminhar desde o centro de Roma, porque caminhar é sempre um prazer

Piazza di Spagna| ©Ilnur Kalimullin
Piazza di Spagna| ©Ilnur Kalimullin

Caminhar em Roma será sempre meu método de transporte favorito (e certamente o mais barato!). Não há uma rua, esquina, fonte ou praça que não mereça uma visita ou uma foto. E você só pode fazer isso se andar por cada uma de suas ruas estreitas, e não apenas pelas mais famosas do centro.

Se você se encontrar visitando o centro histórico da cidade, a melhor coisa a fazer é ir a pé até o Vaticano. Tenha calma, pare quando uma fachada ou praça chamar sua atenção e aproveite a caminhada.

Distâncias a pé dos pontos-chave da cidade

  • Da Piazza Spagna: você levará 33 minutos para caminhar pelo centro e cruzar o Tibre em frente ao Castel St'Angelo - espetacular!
  • Da Piazza Navona: você levará 24 minutos caminhando pelas ruas mais bonitas da cidade.
  • Do Campo dei Fiori: apenas 24 minutos, uma caminhada muito curta!
  • De Isola Tiberina: 36 minutos a pé ao longo das margens do Tibre - um sonho!
  • De Trastevere: 38 minutos a pé ao longo de uma autêntica rota romana.
  • Do Coliseu: 50 minutos. Esta é provavelmente a caminhada mais longa, mas você atravessará a cidade inteira e desfrutará do espetáculo que esta cidade tem a oferecer.

2. De ônibus do centro

Ônibus pelas ruas de Roma| ©Chris Sampson
Ônibus pelas ruas de Roma| ©Chris Sampson

Se você não tem vontade de caminhar ou prefere poupar suas forças para a visita aos Museus e à Basílica, chegar ao Vaticano de ônibus também é fácil, confortável e muito barato. A parada de ônibus mais próxima ao Vaticano é na Piazza del Risorgimento, de onde você terá que caminhar apenas 5 minutos até a porta dos Museus ou da Praça de São Pedro.

Dependendo de onde você estiver, você também pode chegar à Via di Porta Cavalleggeri ou Via Leone IV e Via degli Scipioni. Verifique os horários e as tarifas no site oficial dos transportes públicos em Roma.

Linhas de ônibus recomendadas

  • Linhas de ônibus para a Piazza del Risorgimento: as mais populares são 49, 32, 81 (atravessa a cidade a partir do Coliseu), 982
  • Linhas de ônibus para Via Leone IV com Via degli Scipioni: 492, 990
  • Linha de ônibus para a Via di Porta Cavalleggeri: 64 (este ônibus é muito popular porque conecta a estação de trem Termini com o Vaticano.
  • Outras linhas recomendadas: 62 (liga as principais atrações turísticas da cidade, como a Piazza Venezia ao Vaticano) e 40 (também de Termini).

Use o ônibus de turismo, se você tiver um bilhete

Se durante sua viagem a Roma você decidiu comprar um bilhete para o ônibus turístico de Roma, não hesite em usá-lo também como um meio de transporte. Geralmente é muito conveniente porque conecta os principais pontos turísticos da cidade, portanto, como tem viagens e paradas ilimitadas, não hesite e chegue ao Vaticano no famoso ônibus vermelho de dois andares.

3. De metrô de qualquer parte da cidade

Dentro de um vagão de metrô de Roma| ©N i c o l a
Dentro de um vagão de metrô de Roma| ©N i c o l a

Embora não haja muitas linhas em Roma, o Vaticano está bem conectado por transporte subterrâneo, o metrô de Roma. A estação mais conveniente é geralmente Ottaviano, porque é a mais próxima, mas se você não se importar de caminhar um pouco, você também pode descer na Cipro ou Lepanto. Um bilhete custa apenas 1,5 euros, portanto esta é definitivamente uma das maneiras mais baratas de se chegar ao Vaticano.

  • Linha A: A melhor maneira é pegar a Linha A do Metrô, que também passa pelos principais pontos da cidade, como Piazza Spagna ou a estação de trem Termini, e descer em Ottaviano-S. Pietro. De lá é uma caminhada fácil de 5 minutos até o Vaticano (siga as barracas de lembranças e você não se perderá).

4. Por Tram, para uma experiência autêntica

O bonde pelas ruas de Roma| ©Rob Dammers
O bonde pelas ruas de Roma| ©Rob Dammers

Roma ainda tem algumas linhas de bonde e embora nem sempre seja o mais prático (você verá que não está bem conectado ao centro histórico e turístico da cidade), dependendo de onde você estiver hospedado, você pode achar conveniente usar o bonde. Você pode encontrar preços e horários no site oficial dos transportes públicos em Roma.

O bonde mais próximo é o número 19 e o deixará na Piazza del Risorgimento (é a última parada da linha, portanto não pode faltar). Você pode achar útil se estiver hospedado perto de Villa Borghese ou se estiver passeando por lá ou no Bioparco antes de sua visita ao Vaticano.

5. De táxi para maior comodidade

Táxi pelas ruas de Roma| ©Phillip Capper
Táxi pelas ruas de Roma| ©Phillip Capper

O serviço de táxi em Roma funciona muito bem: há muitos táxis disponíveis na rua e os principais pontos turísticos da cidade têm postos de táxi onde se pode pegar um táxi em não mais de 5 minutos.

Os preços são razoáveis para este tipo de serviço, mas recomendo que você tenha um itinerário claro (para evitar que lhe seja dada uma carona extra) e que peça ao taxista que coloque o taxímetro antes de iniciar a rota para evitar surpresas desagradáveis. Em princípio, não deve custar mais do que 15 euros a partir do centro de Roma.

6. Por Uber, que também trabalha em Roma

Motorista Uber| ©Thibault Penin
Motorista Uber| ©Thibault Penin

Se você está pensando em tomar um serviço confortável, porta a porta, a melhor opção é Uber. Você pode solicitá-lo à APP sempre que quiser, você saberá a rota a seguir e terá uma idéia clara do preço da viagem, independentemente do tráfego que você possa encontrar pelo caminho. Além disso, você economizará ter que tirar seu cartão ou dinheiro para pagar.

7. De carro2go ou elétrico, se você ousar enfrentar o tráfego romano corajoso

Car2go| ©Miwok
Car2go| ©Miwok

Há alguns anos, os serviços de aluguel de carros por minuto têm proliferado em Roma para se deslocar de uma parte da cidade para outra. Se você já está familiarizado com este serviço, você provavelmente tem o Share Now ou Car2GO APP, um dos serviços mais internacionais, baixado em seu smartphone.

No mapa do aplicativo você pode ver quantos carros estão disponíveis perto de sua localização, reserve um com um único clique e em poucos minutos você estará em seu destino. Os veículos são geralmente "Smarts" ou similares, de tamanho muito pequeno, o que torna o estacionamento no centro da cidade ou perto de áreas lotadas muito mais fácil.

Entretanto, tenha em mente que o trânsito em Roma pode ser caótico e você terá que ter cuidado para não estacionar seu carro em uma zona sem estacionamento (geralmente está muito bem sinalizado). O melhor de tudo, o preço geralmente não é mais que 5 euros se você estacionou seu carro em algum lugar no centro da cidade.

8. De bicicleta ou scooter, se você ousar fazer sua viagem a Roma sobre rodas

Passeie por Roma de bicicleta| ©Rob Larsen
Passeie por Roma de bicicleta| ©Rob Larsen

Da mesma forma que os serviços de Car Sharing existem, você verá que Roma está literalmente cheia de scooters. Existem várias empresas locais e internacionais que, da APP, permitem alugar uma scooter ou uma bicicleta ao minuto para que você possa se movimentar pela cidade em seu próprio ritmo. Isto geralmente é bastante conveniente, rápido e barato.

Mas novamente, tenha em mente que o trânsito em Roma pode ser um pouco caótico e que há muitas ruas de pedestres no centro onde é melhor não se aventurar. Vamos lá!