Parcele sua compra em até 6 vezes no cartão de crédito. Visa card MasterCard Black card American Express Black card

O que ver no Museu de Arte Moderna em Nova York: as 13 melhores peças e pinturas

O MoMa se destaca por sua grande coleção. Aqui estão os trabalhos essenciais que você não pode perder durante sua visita

María Cano

María Cano

Leitura de 8 minutos

O que ver no Museu de Arte Moderna em Nova York: as 13 melhores peças e pinturas

©Hellotickets

O Museu de Arte Moderna (MoMa) é, sem dúvida, o museu de arte moderna mais importante do mundo. Mas com uma coleção de quase 200.000 peças, corremos o risco de nos perdermos e terminar a visita sem ter visto as obras essenciais. Aqui estão os trabalhos essenciais para que você possa aproveitar ao máximo a sua visita.

O MoMa ostenta algumas das obras mais importantes da história, e não é de se admirar, pois este templo do museu abriga algumas das pinturas mais notáveis dos pintores de arte moderna. É difícil decidir quais são as melhores obras. Por este motivo, recomendo que você verifique o mapa MoMa antes de iniciar sua visita para ver qual andar contém o maior número de obras que lhe interessam. Para facilitar sua visita, vou lhe dizer que os quadros mais populares no MoMA estão no quarto e quinto andares.

1. Noite Estrelada, Van Gogh

Noite Estrelada por Van Gogh| ©Prawny
Noite Estrelada por Van Gogh| ©Prawny

Starry Night foi chamado de trabalho quintessencial de Van Gogh. Está na coleção permanente do MoMa desde 1941 e foi adquirida através da Lillie P. Bliss Bequest.

Starry Night' é um óleo sobre tela e foi pintado por Van Gogh em um estúdio no andar térreo do asilo Saint-Paul-de Mausole. A vista foi identificada como aquela da janela de seu quarto e ele a retratou na pintura em diferentes momentos do dia: madrugada, nascer da lua, dias ensolarados, nublados, ventosos ou chuvosos.

Este trabalho está localizado... no quinto andar e é o trabalho que a maioria dos visitantes vem ver.

Eu quero ver este e outros trabalhos no MoMa

2. A Persistência da Memória, Salvador Dalí

A Persistência da Memória, Salvador Dalí| ©Emilia Bolaño
A Persistência da Memória, Salvador Dalí| ©Emilia Bolaño

A persistência da memória do pintor espanhol Salvador Dalí também é conhecida como "Os relógios macios" ou "Os relógios derretidos".

Este óleo sobre tela, que data de 1931 e está no MoMa desde 1934, é uma pintura surrealista que retrata uma visão subjetiva da temporalidade. A técnica é precisa e o desenho acadêmico, com linhas puras. Uma curiosidade: Dalí reconheceu que se inspirou no queijo Camembert para fazer o quadro.

Este trabalho pode ser encontrado no... quinto andar do MoMa.

3. Les Demoiselles d'Avignon, Pablo Picasso

Les Demoiselles d'Avignon de Pablo Picasso| ©Hugard Vanoverschelde
Les Demoiselles d'Avignon de Pablo Picasso| ©Hugard Vanoverschelde

Les Demoiselles d'Avignon foi pintada por Pablo Picasso em 1907 e mostra, em estilo cubista, cinco prostitutas de Barcelona na rua de Avinyó.

O quadro foi inicialmente exposto na Galerie d'Antin (Paris) em 1916. Picasso posteriormente a manteve em seu estúdio até ser adquirida por Jacques Doucet no início dos anos 1920 e exposta no Museu Petit Palais em 1925. Foi adquirida posteriormente pelo MoMA e ainda é uma das peças favoritas da coleção.

Esta obra está localizada... no quinto andar do MoMA.

4. Lata de sopa Campbell's, Andy Warhol

Lata de sopa Campbell's, Andy Warhol| ©Wikiart
Lata de sopa Campbell's, Andy Warhol| ©Wikiart

Campbell's Soup Can é uma obra de arte produzida pelo artista americano Andy Warhol em 1962. Também conhecido sob o título "32 latas de sopa Campbell's".

Este trabalho foi a primeira exposição individual de Warhol em uma galeria de arte como artista profissional. O trabalho consiste em 32 telas e retrata cada uma das variedades de sopa enlatada que a empresa oferecia na época. Expoente da arte pop, ela se tornou uma imagem mundialmente famosa e foi embelezada em inúmeros objetos de merchandising.

Este trabalho fica no quarto andar do MoMa.

5. Os lírios de água, Claude Monet

Os lírios de água, Claude Monet| ©Wikipedia
Os lírios de água, Claude Monet| ©Wikipedia

Os lírios de água do impressionista Claude Monet pertencem a uma série de pinturas que o pintor fez na aldeia francesa de Giverny no final de sua vida.

Além de seu grande formato, estas telas caracterizam-se pelo fato de que nem a margem do lago onde se encontram os lírios de água nem a linha do horizonte podem ser distinguidas. Na verdade, é uma pintura de grande plano precisamente devido a esta vaporização dos contornos.

Este trabalho é no quinto andar do MoMA.

6. Os Amantes, René Magritte

Os amantes de René Magritte| ©Miguel Calvo Santos
Os amantes de René Magritte| ©Miguel Calvo Santos

The Lovers by René Magritte, no quinto andar do MoMa, na Coleção Richard S. Zeisler.

O "Lovers", datado de 1928, é o primeiro trabalho de uma série de quatro variações. Uma imagem perturbadora que não deixa os visitantes indiferentes. Há diferentes versões do significado. Alguns dizem que retrata uma memória terrível do pintor, que quando adolescente testemunhou o corpo de sua mãe sendo arrancado do rio Sambre com sua camisa molhada enrolada na cabeça. De fato, é muito comum nas obras de Magritte ver figuras com seus rostos cobertos por um véu. Diz-se também que pode ser uma metáfora do desejo, do amor impossível, do amor proibido ou de amores passados.

Esta obra está localizada... no quinto andar do museu.

7. Estação de gás, Edward Hopper

Estação de gás, Edward Hopper| ©Sooluciona
Estação de gás, Edward Hopper| ©Sooluciona

Gas Station, de Edward Hopper, é uma série de vários postos de gasolina vistos pelo artista.

Hopper foi um dos principais representantes do realismo do século 20. Mesmo assim, seu trabalho pictórico não foi bem recebido tanto pelo público quanto pelos críticos da época, e ele foi forçado a trabalhar como ilustrador a fim de sobreviver. Foi depois de sua morte que Hopper começou a ser reconhecido como um dos grandes mestres da arte do século 20. Hoje, seu trabalho se tornou um ícone da vida moderna e da sociedade.

Este trabalho é no quinto andar do MoMA.

8. Interior holandês, Joan Miró

Interior holandês, Joan Miró| ©Claudia Maldonado
Interior holandês, Joan Miró| ©Claudia Maldonado

Dutch Interior é uma série de três pinturas feitas por Joan Miró em 1928 após uma viagem à Bélgica e Holanda, onde ele foi inspirado pela pintura holandesa do século XVII.

É uma das obras mais representativas de Joan Miró e se caracteriza por uma busca do essencial e uma purificação do vocabulário expressivo que caracterizou suas obras anteriores.

Este trabalho pode ser encontrado no... quinto andar.

9. Auto-retrato com cabelo cortado, Frida Kahlo

Auto-retrato com cabelo cortado, Frida Kahlo| ©Mercedes Tamara
Auto-retrato com cabelo cortado, Frida Kahlo| ©Mercedes Tamara

Auto-retrato com cabelo cortado é o primeiro auto-retrato de Frida Kahlo após seu divórcio de Diego Rivera.

O auto-retrato representa a mudança em sua vida após o divórcio. Kahlo está sentado no centro do trabalho. Ela aparece com o fato grande e escuro de um homem. O 'Auto-retrato com cabelo cortado' foi o primeiro trabalho de Kahlo no MoMa.

Esta obra está localizada... no quinto andar.

10. Um: Número 31, Jackson Pollock

Um número 31 por Jackson Pollock| ©Tresminutosdearte
Um número 31 por Jackson Pollock| ©Tresminutosdearte

Onúmero 31 de Jackson Pollock é um dos exemplos mais proeminentes de sua técnica de "gotejamento": uma pintura expressionista abstrata estilo gotejamento, na qual ele deixou cair, pingou ou jogou tinta sobre uma tela deitada no chão.

Esta pintura, datada de 1950, é uma das maiores pinturas da Pollock.

Esta obra está localizada no... quarto andar.

11. Roda de Bicicleta, Marcel Duchamp

Roda de Bicicleta de Marcel Duchamp| ©Historia-arte
Roda de Bicicleta de Marcel Duchamp| ©Historia-arte

Bicycle Wheel é anterior ao uso da palavra "readymade" por Marcel Duchamp, um termo que ele inventou depois de se mudar de Paris para Nova York em 1915. Este trabalho, que representa o primeiro exemplo deste tipo de obra de arte revolucionária, está localizado no quinto andar e é considerado a primeira escultura cinética. O artista negou que sua invenção tivesse qualquer propósito, embora seja conhecida como a primeira de suas obras de arte encontradas.

Esta obra está localizada... no quinto andar do museu.

12. A Canção de Amor, Giorgio de Chirico

A Canção de Amor de Chirico| ©Miguel Calvo Santos
A Canção de Amor de Chirico| ©Miguel Calvo Santos

Em A Canção do Amor é uma das obras mais conhecidas de Giorgio de Chirico, assim como um exemplo precoce do estilo surrealista, pintado dez anos antes do nascimento do movimento.

Neste trabalho, Chirico quis expressar algo da realidade que ele viu escondida além das aparências. Envoltos em uma atmosfera de ansiedade e melancolia, as formas humanóides, a arquitetura vazia, as passagens sombrias e as ruas sinistramente alongadas evocam o profundo absurdo de um universo dilacerado pela Primeira Guerra Mundial.

Esta obra está localizada... no quinto andar do MoMA.

13. Roy Lichtenstein, Roy Lichtenstein, Drowning Girl

Drowning Girl de Roy Lichtenstein| ©Amazon
Drowning Girl de Roy Lichtenstein| ©Amazon

Drowning Girl é considerada uma das obras mais significativas do Roy Lichtenstein.

Para este trabalho, que é um expoente da arte pop e data de 1963, ele se inspirou na história em quadrinhos Run for Love! publicado pela DC Comics em 1962. O trabalho foi descrito como uma "obra-prima de melodrama" e retrata uma mulher de olhos lacrimejantes em um mar turbulento. Em uma "situação trágica", a mulher está emocionalmente perturbada, aparentemente por causa de um caso.

Esta obra está localizada no... quarto andar do MoMA.

Como ver a coleção MoMa piso por piso

Vista dos jardins do MoMa| ©Hellotickets
Vista dos jardins do MoMa| ©Hellotickets

A coleção MoMA é dividida em seis andares. Abaixo você encontrará informações sobre cada um dos andares, mas deixe-me dizer-lhe que os andares 2, 3, 4 e 5 abrigam a maior parte da coleção.

  • O primeiro andar é usado como salão e é onde você encontrará a recepção, bilheterias, restaurante, loja, jardim de esculturas...
  • O primeiro andar concentra-se na coleção desde 1980 até hoje: exposições especiais, gravuras, livros ilustrados, meios audiovisuais. Também abriga a loja e o refeitório.
  • O terceiro andar inclui desenhos, fotografia, arquitetura e design de vários períodos.
  • As casas do quarto andar emolduraram pinturas e esculturas de 1940 a 1980: Andy Warhol, Jackson Pollock, Mark Rothko, Yayoi Kusama, Japer Johns, Robert Rauschenberg, Roy Lichtenstein...
  • O quinto andar abriga pinturas e esculturas de 1880 a 1940: Vincent Van Gogh, Pablo Picasso, Claude Monet, Paul Cézanne, Henri Matisse, Frida Kahlo, Piet Mondrian.....
  • O sexto andar é dedicado a exposições especiais e também abriga uma loja.

Guia interativo para o MoMa

O ingresso para o MoMA inclui um guia interativo com itinerários temáticos, dependendo do tipo de público (adultos ou crianças) e do tempo disponível. Esta ferramenta torna a visita muito mais fácil se você tiver tempo limitado.

A dica do viajante

Nossa recomendação é iniciar sua visita nos andares 4 e 5, onde estão localizadas as principais obras.

Dicas sobre como ver os melhores trabalhos do MoMa sem as multidões

Fora do Museu MoMa| ©Hellotickets
Fora do Museu MoMa| ©Hellotickets

1- Compre seu bilhete com antecedência: O MoMa recebe um grande número de visitantes todos os dias. É importante reservar seu bilhete com antecedência para evitar longas filas de espera e perda desnecessária de tempo na bilheteria. Os bilhetes mais baratos para o MoMa têm preço a partir de 20 euros na Hellotickets e são uma opção perfeita se você quiser evitar perda de tempo na bilheteria.

2- Verifique o mapa: É aconselhável verificar o mapa antes de iniciar sua visita para ver qual andar tem mais obras que lhe interessam e começar sua visita pela área. Você irá apreciá-lo mais se os vir no início de sua visita!

3- Ir de manhã cedo: É melhor visitar o MoMA de manhã cedo para que você tenha o máximo de tempo possível para desfrutar da coleção a seu bel-prazer.

Eu quero meu bilhete MoMa