Parcele sua compra em até 6 vezes no cartão de crédito. Visa card MasterCard Black card American Express Black card

10 melhores museus de Londres

Uma das grandes atrações da capital britânica é sua oferta cultural. Qualquer que seja seu gosto, você certamente encontrará algo que lhe interesse. Prova disso é a variedade de temas nos melhores museus de Londres.

Joaquín Montaño

Joaquín Montaño

Leitura de 13 minutos

10 melhores museus de Londres

Entrada para o Museu Britânico | ©Brian Tomlinson

Visitar os melhores museus de Londres deve estar sempre em sua lista de coisas para ver e fazer em Londres. Dada a amplitude do que está em oferta, ninguém poderá dizer que não encontrou nenhum que lhes interesse, inclusive aqueles que viajam com crianças e temendo que possam se aborrecer em uma dessas instalações.

A capital britânica oferece aos visitantes tudo, desde museus históricos com artefatos do mundo inteiro até museus dedicados a personagens fictícios, como o famoso Sherlock Holmes. Aqueles que preferem as ciências naturais, a história da guerra ou a arte moderna, entre outras disciplinas, também poderão desfrutar de museus específicos sobre estes temas. Em resumo, Londres tem uma oferta nesta área que é difícil de ser vencida por qualquer outra cidade do mundo.

1. Museu Britânico

Museu Britânico à Noite| ©Jey han
Museu Britânico à Noite| ©Jey han

Se há alguém que deve ser visto ao viajar para Londres, é o Museu Britânico. Não por nada, as estatísticas dizem que é a atração turística mais visitada em toda a cidade.

Este museu foi inaugurado em 1753, uma data que o torna um dos mais antigos do mundo. Hoje, abriga mais de oito milhões de objetos expostos em nada menos que noventa e quatro galerias diferentes.

Sua coleção cobre toda a história da humanidade e todas as suas culturas. O museu foi dividido em diferentes departamentos para facilitar um pouco a visita: Egito Antigo e Sudão; Oriente Médio; Grécia Antiga e Roma; Inglaterra, Europa e Pré-História; Ásia; África, Oceania e Américas e a coleção de gravuras e desenhos.

Embora seja estimado que apenas cerca de 1% da coleção do museu está em exposição, você perceberá que é praticamente impossível ver tudo quando você visita o museu. A menos que você queira ir por vários dias seguidos, meu conselho é selecionar com antecedência o que você quer ver, dependendo de seus interesses. Sem dúvida, junto com a mudança da Guarda em Londres, é a principal atração da cidade.

Informações e dicas para visitas:

  • Audioguia: para desfrutar mais plenamente da visita, é essencial contratar um audioguia. Com ela você receberá informações em espanhol sobre mais de 260 objetos alojados em 61 galerias diferentes. Para pegá-lo você terá que ir até o balcão localizado no Grande Átrio, o primeiro pátio central coberto que você encontrar depois de entrar.
  • Horário de abertura do Museu Britânico: exceto mudanças imprevistas, o Museu Britânico abre suas portas todos os dias às 10h e fecha às 17h. A última admissão é às 15h30. Por outro lado, alguns quartos permanecem abertos às sextas-feiras até as 20h30.
  • Ingressos para o Museu Britânico: o museu não cobra entrada para os visitantes.
  • Endereço e direções: O museu fica na Great Russell Street. A melhor maneira de chegar lá é o metrô de Londres, com várias paradas (Tottenham Court Road e Holborn) a apenas 50 metros de distância. Outras opções são as linhas de ônibus 1, 7, 8, 8, 19, 25, 25, 38, 55, 98 e 242, parando na New Oxford Street, assim como as linhas de ônibus 10, 14, 24, 29, 73 e 390 na Tottenham Court Road.
  • Aproveite a oportunidade para... visitar a estação King's Cross próxima. Além de sua beleza arquitetônica, é uma das paradas obrigatórias para os fãs de Harry Potter. É aqui que o jovem feiticeiro deve ter embarcado no trem Hogwarts Express, na Plataforma 9 ¾, que está bem sinalizada.

2. A Galeria Nacional

Exterior da Galeria Nacional| ©Skaja Lee
Exterior da Galeria Nacional| ©Skaja Lee

Se você preferir pinturas, a Galeria Nacional é a melhor opção para ver obras dos melhores pintores da história. Esta galeria de arte, localizada na Praça Trafalgar central, é menor do que outras galerias famosas como o Louvre, mas sua coleção não deixará ninguém indiferente.

As origens deste museu estão na compra pelo governo britânico de uma coleção privada de apenas 38 pinturas, incluindo obras de Rembrandt, Titian e Rubens. Após a aquisição, que ocorreu em 1824, o governo empreendeu a construção de um prédio para abrigá-los com a intenção de aumentar seu número.

O museu foi inaugurado em 1838 em um edifício neoclássico no lado norte de Trafalgar Square.

Hoje, a Galeria Nacional abriga pinturas de artistas europeus a partir de 1250. Mais de 2.300 pinturas compõem sua coleção permanente, incluindo obras de Velázquez, Van Gogh, Titian e Rembrand.

Informações e dicas para visitas:

  • Audioguia: embora tenham que ser pagos, eles são um recurso essencial para desfrutar do museu.
  • Horário de abertura: A Galeria Nacional está aberta de sábado a quinta-feira entre 10:00 e 18:00 horas. Às sextas-feiras, o horário de abertura é estendido até as 21:00 horas.
  • Ingressos para a Galeria Nacional: A entrada para a exposição permanente é gratuita. As exposições temporárias são pagas, mas cada uma tem um preço diferente.
  • Endereço e como chegar: para entrar no museu você deve ir até Sainsbury Wing, onde está localizado o posto de controle de segurança. Recomendo que você pegue um mapa das instalações lá. Para chegar lá você pode usar as estações Charing Cross, Embankment, Piccadilly Circus e Leicester Square, assim como as linhas de ônibus 3, 6, 9, 12, 13, 15, 23, 24, 29, 53, 87, 88, 91, 139, 159, 176 e 453.
  • Aproveite a oportunidade para...passear pela Praça Trafalgar e seguir para a área de aterro do rio. Talvez seja um bom momento para fazer um cruzeiro no Tamisa.

3. Madame Tussauds

Madame Tussauds em Londres| ©grassrootsgroundswell
Madame Tussauds em Londres| ©grassrootsgroundswell

Se eu tiver que ser honesto, a maioria dos museus de cera ao redor do mundo oferece mais decepção do que alegria. A exceção pode ser, sem dúvida, a Madame Tussauds em Londres, onde você poderá ver várias centenas de figuras representando personagens históricos, fictícios ou famosos com grande realismo, como você pode ver neste artigo sobre as principais figuras de cera do museu Madame Tussauds.

O museu abriu suas portas em 1835, quando a escultora Madame Tussauds abriu sua primeira exposição de figuras de cera. Na época, a admissão era de apenas 6 pence, mas seu sucesso fez com que a exposição tivesse que encontrar um novo local e aumentar seus preços.

Hoje, o museu é um dos menos caros da cidade, o que não o impede de ser um dos mais visitados. Como isto é imperdível, recomendo que você compre as passagens da Madame Tussaud com bastante antecedência e tente chegar cedo pela manhã ou na hora do almoço. Note que também há bilhetes combinados para os London Eye e Madame Tussauds que podem economizar dinheiro em sua viagem à capital inglesa.

Informações e dicas para visitas:

  • Horas: diariamente entre 9:00-10:00 e 16:00-18:00 (os horários variam de acordo com as datas).
  • Ingressos: A entrada para adultos custa em torno de £35, enquanto as crianças entre 3 e 15 anos pagam em torno de £30. Para crianças menores de 3 anos, a entrada é gratuita.
  • Endereço e endereço: Madame Tussauds está localizada na Marylebone Road, na esquina da Allsop Place. A estação de metrô mais próxima é Baker Street e você pode chegar lá nas linhas Jubileu, Bakerloo, Metropolitan, Hammersmith e City and Circle.
  • Aproveite a oportunidade para... entrar no Museu Sherlock Holmes ou, se você se sentir como um passeio, no Museu Britânico.

Comprar ingressos para Madame Tussauds

4. Museu de História Natural

Exterior do Museu de História Natural| ©Diliff
Exterior do Museu de História Natural| ©Diliff

Um dos museus mais espetaculares de Londres é o Museu de História Natural. Dentro de você poderá contemplar uma coleção que exibe milhões de espécimes e objetos relacionados ao mundo natural.

Inaugurado em 1880, o Museu de História Natural de Londres nasceu com a intenção de abrigar esqueletos, plantas e fósseis que até então eram mantidos no Museu Britânico. A coleção cresceu durante os anos seguintes e em 1986 absorveu o Museu Geológico vizinho.

Mais de 5 milhões de visitantes vêm todos os anos para ver todos os objetos expostos, embora sua principal atração certamente sejam os fósseis de dinossauros e espécimes de espécies que estão agora extintas.

No mínimo, você deve esperar que a visita demore cerca de 2 ou 3 horas, embora possa facilmente demorar muito mais.

Se você for com crianças, tenha em mente que a sala mais visitada por elas é a sala dos dinossauros. Em um deles há uma impressionante reconstrução em tamanho real de um T-Rex com movimento e som. Além disso, todo o passeio é pontuado com jogos para que os pequenos possam desfrutar da visita.

Informações e dicas para visitas:

  • Guia de áudio: Este museu não possui um audioguia.
  • Horário de abertura: Todos os dias das 10:00 às 17:30, com exceção de 24 a 26 de dezembro, quando está fechado.
  • Ingressos para o Museu de História Natural: entrada gratuita para o público em geral.
  • Endereço e direções: O museu está localizado na Cromwell Road, em Kensington. Você pode chegar lá nas linhas de metrô District, Circle e Piccadilly, que param na estação South Kensington. De ônibus você pode escolher entre 14, 49, 70, 74, 345, 360, 414, 430 e C1.
  • Aproveite a oportunidade para... visitar dois dos melhores parques de Londres: Hyde Park e Kensington Gardens. As duas estão separadas por apenas uma rua e a primeira é a casa de uma famosa estátua de Peter Pan.

5. Museu Victoria e Albert

Visitando o Victoria and Albert Museum em Londres| ©Diliff
Visitando o Victoria and Albert Museum em Londres| ©Diliff

O Victoria and Albert Museum, mais conhecido pela sigla, **V&**A, é perfeito para todos os amantes do design e da arte. Sua coleção permanente abriga quase 2,5 milhões de objetos criados por seres humanos nos últimos 5.000 anos.

Esta grande mostra da criatividade humana é representada por amostras de moda, têxteis, jóias, escultura, arquitetura, móveis, cerâmica, vidro e livros, entre outros temas. A coleção está atualmente dividida em cinco categorias para facilitar a visita: Ásia, Europa, materiais e técnicas, objetos modernos e exposições.

O enorme tamanho deste museu torna impossível vê-lo em um único dia. Por esta razão, aconselho você a obter um mapa do museu e concentrar-se nas partes que são de maior interesse para você.

Informações e dicas para visitas:

  • Guia de áudio: Este museu não possui um audioguia.
  • Horário de abertura: O museu está aberto diariamente (com exceção de 24, 25 e 26 de dezembro) entre 10:00 e 17:45. Às sextas-feiras, o horário de abertura é estendido até as 22:00 horas.
  • Admissão: Como outros grandes museus da cidade, o V&A é gratuito, embora algumas exposições estejam pagando taxas.
  • Endereço e direções: O V&A está localizado na Cromwell Road, em Kensington. A Linha Círculo, Linha Distrital ou Linha Piccadilly subterrânea até South Kensington são a maneira mais fácil de se chegar lá.
  • Aproveite a oportunidade para... passear por Kensington para descobrir os segredos que, como todos os bairros de Londres, estão escondidos em suas ruas.

6. Tate Britain

Exterior da Tate Britain| ©Ewan Munro
Exterior da Tate Britain| ©Ewan Munro

Embora menos conhecidos que outros museus londrinos, os amantes da arte não devem perder uma visita à Tate Britain. Esta galeria abriga a maior coleção de arte britânica e faz parte da rede Tate na Grã-Bretanha.

Fundada em 1897, suas salas contêm exemplos de mais de 500 anos de arte britânica. A coleção é dividida em três seções:

  • Arte histórica: podem ser vistas obras do período de 1500 a 1900. Entre as obras mais conhecidas estão as de William Blake.
  • Arte Britânica Moderna: esta seção abriga obras produzidas entre 1900 e 1960, incluindo obras de Henry Moore e Stanley Spencer.
  • Arte Britânica Contemporânea: obras produzidas a partir de 1960 podem ser vistas. Alguns dos artistas representados são Francis Bacon, Peter Blake e Damien Hirst.

Informações e dicas para visitas:

  • Audio guide: o museu oferece um audioguia por uma taxa para melhorar a visita.
  • Horário de abertura: todos os dias das 10:00 às 18:00 (exceto 24, 25 e 26 de dezembro).
  • Admissão: Embora algumas exposições sejam remuneradas, a entrada geral é gratuita.
  • Endereço e direções: localizado em Millbank, Westminster SW1P. A maneira mais agradável de chegar lá é através do Tate Boat, que vai da Tate Modern à Tate Britain e sai a cada 40 minutos. Alternativamente, você pode levar o metrô até Pimlico, Vauxhall (linha Victoria) ou Westminster (linhas Jubilee, District e Circle).
  • Aproveite a oportunidade para... visitar a Abadia de Westminster, a cerca de 10 minutos do museu.

7. Museu da Guerra Imperial

Impressionante Museu da Guerra Imperial| ©commons
Impressionante Museu da Guerra Imperial| ©commons

Embora não seja seu museu de arte típico, a Guerra Imperial é uma das visitas mais impressionantes em Londres para os entusiastas da história. O prédio abriga cerca de 800.000 objetos relacionados com a história da guerra moderna.

Este museu militar abriu suas portas em 1920, após o fim da Primeira Guerra Mundial. Depois de estar localizada em dois locais diferentes, mudou-se para sua localização atual no distrito de Southwark em 1936.

Apesar de seu caráter militar, o museu está focado em mostrar a devastação da guerra entre a população. Toda sua coleção impressiona os visitantes, direto da porta de entrada, que é apontada por dois canhões.

Dentro você pode ver mais de 15.000 pinturas, cartazes e desenhos, cerca de 30.000 esculturas e um grande número de uniformes, medalhas e até mesmo um navio de guerra e um avião de combate.

Outras seções do museu incluem o Holocausto e a Guerra do Golfo. Existe também um simulador de vôo da Operação Jericó da Segunda Guerra Mundial.

Informações e dicas para visitas:

  • Audio guide: o museu oferece um audioguia cobrado para melhorar a visita.
  • Horário de abertura: diariamente das 10h às 18h (última admissão 17h30). Fechado de 24 a 26 de dezembro.
  • Admissão: Embora algumas exposições sejam remuneradas, a entrada geral é gratuita.
  • Endereço e direções: O Museu da Guerra Imperial está localizado na Lambeth Road, o mesmo nome da estação de metrô mais próxima. Waterloo e Southwark também são bastante próximos.
  • Aproveite a oportunidade para... embora seja um pouco de passeio, você pode aproveitar o dia de sua visita ao museu para subir o London Eye, a roda de observação de Londres. Esta área também é ótima se você estiver procurando por lugares para comer perto do London Eye.

8. Tate Modern

O famoso Tate Modern| ©Christine Matthews
O famoso Tate Modern| ©Christine Matthews

Se você está em Londres e é um fã da arte moderna, está com sorte. O *Tate Modern tem sido um evento imperdível desde a sua abertura em 2000. Não só contém uma coleção impressionante, mas o próprio edifício (a antiga central elétrica de Bankside) merece uma visita.

Sua coleção permanente é considerada uma das mais abrangentes do mundo neste tipo de arte. As obras incluem alguns dos artistas mais importantes do século passado, de Andy Warhol a Edvard Munch, assim como Salvador Dalí e Pablo Picasso.

Dica do Viajante Joaquín

Não deixe o museu sem subir até o décimo andar, onde há um convés de observação. As vistas de Londres de lá são realmente de tirar o fôlego.

Informações e dicas para visitas:

  • Audio guide: você pode contratar um audio guide pago, embora se você tiver o London Pass, ele seja gratuito.
  • Horário de abertura: domingo a quinta-feira, das 10h às 18h. Sextas-feiras e sábados, por outro lado, o horário de fechamento é adiado para as 22h00.
  • Ingressos: Embora algumas exposições sejam pagáveis, a entrada geral é gratuita.
  • Endereço e direções: Está localizado em Bankside, muito próximo ao Globe Theatre de Shakespeare. A parada de tubos mais próxima é Southwark (Linha Jubileu). Finalmente, você pode tomar o Tate Boat, um barco que liga este museu à Tate Britain a cada 40 minutos.
  • Aproveite a oportunidade para visitar o Shakespeare's Globe Theatre e escalar The Shard, um dos arranha-céus mais altos da Europa.

9. Museu de Sir John Sonae

Entrada no Museu de Sir John Sonae| ©Tony Hisgett
Entrada no Museu de Sir John Sonae| ©Tony Hisgett

Como todas as cidades, há recantos secretos de Londres que poucos turistas conhecem. Um deles poderia muito bem ser este museu, localizado na casa de Sir John Soane, um arquiteto do século XIX. Seu interior é uma verdadeira cápsula do tempo contendo o legado de um dos colecionadores mais importantes de seu tempo.

Soane acumulou durante sua vida um grande número de antiguidades de todos os tipos, pinturas de artistas como Turner e Canaletto, móveis e esculturas.

Uma das salas que não deve faltar é a impressionante câmara tumular com o sarcófago de alabastro do faraó egípcio Seti I.

Informações e dicas para visitas:

  • Audio guide: o aplicativo Bloomberg Connects oferece um tour multimídia com informações sobre o que você está vendo.
  • Horário de abertura:Aberto de terça a sábado das 10:00 às 17:00 horas. Fechado aos domingos, segundas e feriados públicos.
  • Ingressos: A entrada é gratuita.
  • Endereço e direções: o museu está localizado em 13 Lincoln's Inn Fields. Você pode chegar lá nas linhas Central e Piccadilly Underground. A parada mais próxima é Holborn.
  • Aproveite a oportunidade para... passear pela área do Lincoln Inn e admirar os edifícios e o parque da área. Lá você encontrará também o pub"Cittie of York", considerado um dos pubs mais históricos da cidade.

10. Museu Sherlock Holmes

Visitando o Museu Sherlock Holmes| ©Anders Thirsgaard
Visitando o Museu Sherlock Holmes| ©Anders Thirsgaard

Segundo os especialistas, os livros de Sherlock Holmes, criados por Sir Arthur Conan Doyle, foram os mais transformados em filmes da história. Não é surpreendente que não haja ninguém que não conheça o personagem e que seus seguidores sejam em número de milhões. Se você é um deles, não pode perder uma visita ao museu dedicado ao famoso detetive.

Se você leu algumas de suas histórias, não ficará surpreso em saber que o museu está localizado na 221B Baker Street, o local onde Conan Doyle localizou a casa de Sherlock Holmes entre 1881 e 1904.

Em cada uma de suas salas você poderá mergulhar no espírito do personagem e ter uma boa idéia de sua vida e das histórias em que ele se fixou.

Na porta desta casa em estilo georgiano, você será recebido por um Bobby londrino vestido com seu uniforme tradicional. Todos os guias em cada sala também estão vestidos com trajes do período em que os livros são colocados.

Além de objetos relacionados aos casos resolvidos pelo detetive, a casa também oferece uma boa exposição de móveis e outros itens típicos da época vitoriana.

Informações e dicas para visitas:

  • Guia áudio: Não há guia áudio, mas um pequeno guia em vários idiomas é fornecido na entrada.
  • Horário de abertura: Todos os dias das 9h30 às 18h00.
  • Admissão: Os adultos pagam cerca de 15 libras, enquanto o preço para as crianças é de cerca de 10 libras.
  • Endereço e direções: Como mencionado acima, o museu está localizado na 221B Baker Street. Para chegar lá, a melhor opção é as linhas subterrâneas Bakerloo, Circle, Jubilee, Metropolitan ou Hammersmith & City, parando na própria Baker Street. Baker Street também faz parte da rota de alguns dos ônibus turísticos de Londres.
  • Aproveite para... visitar o museu de cera Madame Tussauds ou dar um passeio pelo Regent's Park, um dos parques reais de Londres.