Excursões a Cliffs of Moher a sair de Dublin

Quase 300 quilômetros separam Dublin dos Cliffs of Moher, mas quando você chega lá, vale a pena. Descubra a melhor maneira de chegar lá e veja você mesmo.

Ana Caballero

Ana Caballero

Leitura de 12 minutos

Excursões a Cliffs of Moher a sair de Dublin

Penhascos | ©Pixabay

De todas as atividades e coisas para fazer perto de Dublin, nunca me canso de recomendar uma viagem aos Cliffs of Moher, uma das principais atrações turísticas da Irlanda. Tenho certeza de que, ao saber disso, você ficou curioso sobre essa paisagem de natureza, alturas e mar; a melhor coisa a fazer nesse caso é reservar um passeio organizado.

Há várias alternativas e diferentes tipos de passeios, dependendo do seu orçamento e do tipo de viagem que deseja fazer. Você pode esperar precisar de um dia inteiro para ir aos penhascos, mas pode estender a viagem por algumas horas (ou até mesmo alguns dias), dependendo se quiser adicionar outras paradas à visita. Como eu sei que tantas opções podem ser esmagadoras, selecionei as melhores para facilitar sua escolha.

  • Penhascos de Moher, Abadia de Kilmacduagh e Galway Viagem de um dia saindo de Dublin

  • A partir de R$ 487

  • A melhor opção

  • Duração total do passeio: 12h 30 min.

  • Inclui entrada para os Cliffs of Moher, traslados e guia.

  • Reserve com a Hellotickets

  • Transporte público

  • A partir de 40 euros

  • A opção mais econômica

  • Duração: A partir de 5 horas

  • Sem guia

  • Consulte os horários

  • Linha de ônibus: X20 para Galway e 350

  • Aluguel de carro

  • A partir de £100 por dia

  • A opção mais flexível

  • Duração: Aprox. 3 horas sem paradas

  • Adicione gasolina e pedágios ao preço

  • Direção caótica

  • Aluguel de carros com a Rentalcar, Sixt...

Visitando os Cliffs of Moher por conta própria a partir de Dublin

Falésias de MOHER|©Pic et Ciel
Falésias de MOHER|©Pic et Ciel

A rota de Dublin para os Cliffs of Moher não é direta nem a mais tranquila, portanto, recomendo que a primeira opção que você considere seja contratar um tour. Entretanto, se você ainda gosta de viajar no seu próprio ritmo e prefere fazer isso por conta própria, aqui estão algumas das opções que você pode considerar:

Transporte público

Infelizmente, não há transporte público direto de Dublin para os Cliffs of Moher. Portanto, se você decidir fazer a viagem dessa forma, terá de fazer combinações, sendo a mais simples uma transferência em Galway.

Primeiro, você terá de pegar o ônibus X20 para Galway e, de lá, o ônibus 350, que o deixará na entrada dos penhascos de Moher. O traslado levará cerca de 5 horas, mas lembre-se de que não há muitos ônibus por dia, portanto, essa estimativa pode ser estendida.

O preço total para ambas as viagens é de cerca de 30 a 40 euros, dependendo do horário da viagem, mas pode ser uma boa opção se sua ideia for passar a noite em Galway e visitar a cidade no caminho.

Se escolher essa opção, recomendo que visite o site da empresa de ônibus para verificar os horários e organizar seu itinerário para não ter surpresas.

Aluguel de carro

Outra opção recomendada se você quiser ir aos Cliffs of Moher por conta própria é alugar um carro. Se você for de Dublin, levará cerca de 3 horas, sem contar as paradas extras.

O carro permitirá que você não apenas faça o percurso no seu próprio tempo, mas também percorra os penhascos no seu próprio ritmo e sem depender dos horários estipulados por uma excursão.

Entretanto, se a sua ideia para esse plano é fazê-lo em um dia, não vale a pena. Nesse caso, não hesite em reservar uma excursão para os Cliffs of Moher saindo de Dublin e esqueça as histórias e os imprevistos.

Lembre-se também de que na Irlanda você dirige na direção contrária, portanto, as estradas estreitas e sinuosas que levam aos penhascos podem ser mais complicadas e, portanto, levar mais tempo para chegar lá.

Excursão de Dublin para os Penhascos de Moher ao longo da costa do Atlântico

Castelo de Bunratty| ©DXR
Castelo de Bunratty| ©DXR

Embora os penhascos sejam o destino, tenho certeza de que você já leu que a viagem de carro vale muito a pena. Se quiser aproveitar a viagem para conhecer os lugares intermediários, minha recomendação é reservar uma excursão que inclua paradas ao longo da costa do Atlântico. Você viajará pela Wild Atlantic Way, visitando locais históricos como o Castelo de Dunguaire, o Mosteiro de Kilmacduagh e a zona rural do oeste da Irlanda.

A grande vantagem é que, como você vai com um guia, ele explicará as cidades e os locais por onde você passar, algo que é impossível de controlar se você for sozinho no transporte público.

Entretanto, esses passeios não são tão diretos, pois você fará paradas ao longo do caminho. Se estiver interessado, essa é a melhor opção, mas lembre-se de que a viagem de ônibus de três horas se transformará em quatro ou cinco horas (só ida) e pode ser muito longa e cansativa se você quiser chegar aos penhascos o mais rápido possível.

Principais paradas nesse tipo de passeio

É claro que a principal parada e aquela em que você passará mais tempo é nos Penhascos de Moher. Não só porque o cenário espetacular vale a pena, mas também porque a taxa de entrada está incluída. É claro que, antes de chegar, você terá tido a oportunidade de tirar algumas fotos do Bunratty Castle, que foi ocupado por vikings e reis.

Nos penhascos, você pode caminhar um pouco, aprender sobre a história e a natureza desse lugar por meio do Centro de Visitantes ou comer algo em um dos restaurantes próximos.

De volta ao condado de Galway, você gostará de parar no Mosteiro de Kilmacduagh, que na verdade é um complexo monástico cuja visita é gratuita. Mais de mil anos de história podem ser respirados assim que você colocar os pés nessas ruínas. Embora tudo seja impressionante, o que mais chama a atenção é a torre, que é inclinada e uma das mais altas da Irlanda!

Outro lugar imperdível na maioria dos passeios é o Dunguaire Castle, que fica bem na fronteira entre County Clare (lar de Burren e Moher) e Galway e é um dos lugares mais fotografados da Irlanda.

Reserve sua excursão aos Cliffs of Moher

Excursão aos penhascos de Moher e cavernas de Ailwee

Dentro das cavernas de Ailwee| ©Paolo Trabattoni
Dentro das cavernas de Ailwee| ©Paolo Trabattoni

Você pode pensar que uma viagem de ônibus de três horas para os penhascos de Moher é mais econômica se você também incluir as cavernas de Ailwee no passeio.

Essa é sempre uma possibilidade e uma boa maneira de conhecer dois dos lugares mais bonitos da Irlanda e seus arredores. No total, serão cerca de 14 horas de passeio, das quais 7 a 8 horas serão no ônibus.

A primeira parada geralmente é nas Ailwee Caves. Você deve estar familiarizado com o nome, pois esse é o maior e mais famoso sistema de cavernas do país. Lembre-se de levar um casaco, pois faz frio nesse paraíso subterrâneo de estalagmites e estalactites. Um guia lhe dará informações em primeira mão sobre a geologia da área.

Antes de ir para os Cliffs of Moher, você terá tempo para reabastecer em um restaurante em Doolin, que fica no meio do caminho.

No entanto, como as duas visitas estão incluídas, talvez você tenha um pouco menos de tempo para gastar em cada uma delas. Minha recomendação é que você ouça atentamente as instruções do guia para aproveitar ao máximo seu tempo.

Excursão combinada ao Cliffs of Moher e ao Parque Nacional Burren

Tarde no Cliffs of Moher| ©Sean MacEntee
Tarde no Cliffs of Moher| ©Sean MacEntee

Quer se aproximar do interior da Irlanda? Então reserve uma das excursões combinadas para o Cliffs of Moher e o Burren National Park. Aqui você encontrará cerca de 70% das espécies de plantas da Irlanda.

Enquanto nos penhascos você apreciará as vistas, as ondas batendo contra as paredes de rocha e os muitos pássaros voando sobre suas cabeças, no Burren você terá a oportunidade de ver uma paisagem completamente diferente e única. Por quê? Porque seu solo cinzento e calcário, mas próximo ao Atlântico, permite a coexistência de todos os tipos de espécies, desde plantas nativas até outras originárias de climas árticos ou mediterrâneos.

Observe que o Burren Park é uma área protegida, portanto, respeita a flora e a fauna, mas também os monumentos antigos que estão lá. Por exemplo, você verá cruzes celtas e tumbas megalíticas; se não souber o significado delas, não se preocupe, pois o guia lhe dará uma introdução histórica.

Reserve sua excursão aos Cliffs of Moher

Passeio pelos penhascos de Moher com uma visita à vila de Doolin

Visita a Doolin| ©Wegdekstreepje
Visita a Doolin| ©Wegdekstreepje

Ao chegar aos penhascos de Moher, você certamente perceberá que está deixando para trás a cidade grande de Dublin e entrando em uma parte muito mais rústica e tradicional da Irlanda.

Para se aproximar desse mundo, recomendo uma viagem a Doolin, uma vila de pescadores e lar da música irlandesa. Algumas excursões incluem essa parada no passeio de um dia.

E embora descobrir uma cidade como Dublin seja um ótimo plano, meu conselho é sempre conhecer o lado "caseiro" de um país, por isso recomendo ir a Moher e depois a Doolin. Nos penhascos, você terá tempo para fazer caminhadas e observar pássaros, enquanto em Doolin você poderá passear entre as casas coloridas com telhados de palha, tão típicas da zona rural irlandesa.

Uma das coisas que você realmente precisa fazer em Doolin, e que será uma ótima maneira de descansar após a rota ao longo dos penhascos, é almoçar e tomar uma cerveja em um pub. Essa cidade é famosa por sua música, portanto, se você tiver sorte, o cardápio será acompanhado pelas músicas de uma banda local.

Passeio de trem pelos penhascos de Moher saindo de Dublin com parada em Limerick

Trem de Dublin| ©Giuseppe Milo
Trem de Dublin| ©Giuseppe Milo

Se estiver pensando em ir de trem para os penhascos de Moher, saiba que não há uma rota direta, portanto, você terá que ir para Limerick e depois pegar um ônibus (ou vários) para chegar aos penhascos ou circular pela área. Minha recomendação é economizar tempo (e dinheiro) reservando uma excursão que lhe forneça passagens de trem (com assentos garantidos) e, em seguida, um ônibus particular para levá-lo de um ponto a outro.

Além do fato de que o custo-benefício é melhor com uma excursão, o bom é que elas geralmente incluem um guia turístico, que o acompanhará na viagem até o trem e durante a parada em Limerick. Essa cidade, que fica às margens do rio Shannon, é rica em história e vida artística.

Excursão particular e personalizada para os Penhascos de Moher

Foto tirada na excursão aos penhascos| ©Jonathan Geiger
Foto tirada na excursão aos penhascos| ©Jonathan Geiger

Você é um viajante independente? Nesse caso, talvez você não queira fazer uma excursão em grupo devido às restrições de tempo e à necessidade de se encaixar nas partidas do grupo. No entanto, você sempre pode reservar um passeio particular, só para você.

Obviamente, o preço é um pouco mais alto, mas o motorista o buscará no hotel em Dublin e o levará diretamente aos Penhascos de Moher, a menos que você queira fazer uma parada no meio do caminho. Nesse caso, basta nos informar para que possamos personalizar a rota de acordo com suas necessidades. No total, são 12 horas para você explorar no seu próprio ritmo.

Não tem certeza de onde quer parar? Não se preocupe, pois como você estará viajando com um guia, essa pessoa poderá aconselhá-lo sobre onde parar. A melhor coisa é que você não precisa se preocupar com horários ou com o deslocamento de um lugar para outro, pois o carro estará sempre à sua disposição, quer você queira passar duas horas nos penhascos, como é normal, ou estender sua visita e ir de Dublin a Galway, por exemplo.

Passeio de dois dias pelos Penhascos de Moher

Catedral de St Finbar| ©Charlie cravero
Catedral de St Finbar| ©Charlie cravero

Não vou brincar com você, as três horas de Dublin até os penhascos de Moher podem ser longas, especialmente se você quiser fazer mais de uma parada no meio. Se esse for o caso e você estiver preocupado que a falta de tempo o fará ver tudo rapidamente, recomendo que se inscreva em uma viagem de um dia mais longa, para que não sinta que está passando o dia todo no ônibus.

A grande vantagem é que, depois de estender sua estadia, você terá mais tempo para visitar os Cliffs of Moher, mas também para conhecer outros lugares, como a cidade de Cork (onde você pode fazer compras nos mercados locais) e as praias do Atlântico.

Reserve sua excursão aos Penhascos de Moher

Excursão aos Penhascos de Moher saindo de Dublin com passeio de barco

Passeio de barco pelos penhascos de Moher| ©Fabian Fortmann
Passeio de barco pelos penhascos de Moher| ©Fabian Fortmann

As vistas dos penhascos de Moher são impressionantes, mas se você quiser ter uma visão panorâmica deles e de como eles se destacam na costa, nada melhor do que um passeio de barco. Algumas excursões de Dublin incluem essa opção de cruzeiro.

O que há de tão especial em ver os penhascos da água? Bem, embora de cima você possa ver os pássaros que habitam a área e a paisagem natural que eles formam, com o cruzeiro você poderá apreciar muito melhor sua imensidão.

No total, são cerca de 8 quilômetros de grandes e altos paredões rochosos nos quais as ondas quebram. Você não se arrependerá!

O barco geralmente parte do píer em Doolin, a cidade mais próxima dos penhascos. Se você tiver sorte, poderá até ter um golfinho como companheiro. De qualquer forma, o que você terá a bordo é um guia explicando como eles foram formados e o valor da paisagem intocada da costa atlântica da Irlanda.

Os fãs de Harry Potter talvez conheçam uma das cavernas marinhas do passeio, pois foi onde foram filmadas cenas do filme "O Príncipe Mestiço".

Passeio pelos Penhascos de Moher, incluindo visita às Ilhas Aran

Ilhas Aran| ©Doug Kerr
Ilhas Aran| ©Doug Kerr

Do topo dos Penhascos de Moher, você verá, à distância, um arquipélago das famosas três Ilhas Aran. Muitos viajantes se contentam com isso, mas a beleza dessas ilhas vale muito a pena ser visitada.

Felizmente, há excursões que as incluem em suas rotas a partir de Dublin. Mesmo que não tenha tempo de desembarcar nas três Ilhas Aran, você desembarcará em uma delas (isso depende da excursão, portanto, verifique com antecedência). De qualquer forma, você passará por todas elas e o guia que acompanha o passeio explicará o que você verá. Por exemplo, da água você pode ver ruínas e a Dún Aonghasa, uma antiga fortaleza de pedra. De lá, você também pode ver os Cliffs of Moher.

Comparamos as diferentes maneiras de chegar aos Penhascos de Moher

Penhascos de Moher|©N i c o l a
Penhascos de Moher|©N i c o l a

Dicas para visitar os penhascos de Moher

Pôr do sol nos penhascos de Moher| ©Allan Henderson
Pôr do sol nos penhascos de Moher| ©Allan Henderson

É claro que há muitas opções para ir aos penhascos de Moher e desfrutar de um passeio por lá. Seja qual for o tipo de passeio que você escolher, há algumas dicas que eu gostaria de dar para que nada estrague a experiência. Você tomou nota?

  • Leve uma jaqueta ou um casaco: os penhascos estão a centenas de metros acima do mar e na costa do Atlântico, portanto, venta muito e faz frio. Você sempre pode verificar a previsão do tempo antes de ir.
  • Evite ir em dias de vento: a melhor época é a primavera ou o verão, justamente por esse motivo; nos meses mais frios, as rajadas de vento surgem inesperadamente e podem ser perigosas, portanto, não caminhe na borda ou de forma descuidada.
  • Respeite o caminho demarcado: ao entrar nas falésias, você pode começar o caminho pela esquerda ou pela direita; seja qual for o lado escolhido, siga as placas e não atravesse as cercas de proteção.
  • Não se esqueça de comer: os restaurantes geralmente são caros na região, portanto, se puder, traga sua própria comida.
  • Entre no Centro de Visitantes: não pense que os penhascos são a única coisa interessante para se ver e que, depois de vê-los, você está livre para ir embora. Há fotografias lindas e muito interessantes no Centro para ajudá-lo a entender como a paisagem mudou ao longo dos anos.
  • Use calçados adequados: lembre-se de que os caminhos são feitos de terra e pedra, portanto, o uso de calçados inadequados pode prejudicar sua caminhada.

Você já sabe o que vai ver nos Cliffs of Moher? Aproveite ao máximo sua viagem e volte com muitas aventuras para contar.