Parcele sua compra em até 6 vezes no cartão de crédito. Visa card MasterCard Black card American Express Black card

O que fazer em Orlando Sevilha

Se há uma cidade espanhola que vai roubar seu coração desde o primeiro minuto, é Sevilha: sua cultura, sua arte e a beleza de suas ruas vão deixar você querendo mais!

Ana Caballero

Ana Caballero

Leitura de 4 minutos

O que fazer em Orlando Sevilha

A Plaza de España em Sevilha | ©Joan Oger

A cidade de Sevilha não decepciona ninguém, mas surpreende aqueles visitantes que pensam na Giralda ou na Torre del Oro antes de sua visita e, uma vez que chegam, percebem que Sevilha é muito mais. Estas são as 10 experiências de Sevilha que você não deve perder.

1. Visite a Catedral e suba até a Giralda

A Catedral de Sevilha e a Giralda| ©salva u.f.
A Catedral de Sevilha e a Giralda| ©salva u.f.

O centro histórico de Sevilha é o lar da segunda maior catedral do mundo (segundo apenas a Basílica de São Pedro no Vaticano). Para tornar sua visita ainda mais especial, recomendo que você compre online seus ingressos para a Catedral de Sevilha e desfrute de sua impressionante estrutura gótica sem esperar, o que é difícil de fazer sem se distrair quando você olha para o céu e vê o famoso minarete da Giralda.

2. Passeio pelo Alcazar

Detalhe da decoração do Alcázar de Sevilha| ©Clark Van Der Beken
Detalhe da decoração do Alcázar de Sevilha| ©Clark Van Der Beken

É a jóia da cidade: um complexo palaciano com belos jardins no mesmo nível da Alhambra em Granada em termos de beleza. Os Reales Alcázares de Sevilha contêm tanta beleza quanto a história dentro de suas paredes, então minha recomendação é fazer uma visita guiada ao Alcázar e, uma vez terminado o passeio, reservar algum tempo extra para apreciar as vistas e tirar todas as fotografias que este cenário essencial merece, sem apressar ou demorar muito.

3. Faça uma visita guiada ao centro histórico

Praça Cabildo| ©Jose A.
Praça Cabildo| ©Jose A.

Sevilha combina os grandes monumentos que pontilham a cidade e fazem os viajantes e moradores locais olharem para cima, interrompendo suas atividades, com recantos escondidos de autêntica e autêntica beleza. Para explorar o primeiro e descobrir o segundo, há visitas guiadas a Sevilha, que também são uma oportunidade perfeita para aprender mais sobre os costumes e lendas da capital andaluza.

4. Participar de um show de flamenco

Show de Flamenco nas ruas de Sevilha| ©[●] wim goedhart
Show de Flamenco nas ruas de Sevilha| ©[●] wim goedhart

Uma visita a um show de flamenco é uma obrigação na lista das melhores coisas a fazer em Sevilha. A tradição flamenca está profundamente enraizada na cidade e uma prova disso são os muitos tablaos onde você pode ir para desfrutar de um show de qualidade cantando e dançando. Eles vêm em todas as faixas de preço e a melhor maneira de garantir que não se vendam é comprar online seus ingressos para o show de flamenco.

5. Passeie pela cidade de ônibus de turismo

Ônibus de turismo pelas ruas de Sevilha| ©Sandra Vallaure
Ônibus de turismo pelas ruas de Sevilha| ©Sandra Vallaure

Se Sevilha tem algo contra ela, sem dúvida são as altas temperaturas. O verão de Sevilha dura de maio a setembro inclusive e as temperaturas em julho e agosto podem facilmente ultrapassar os 45 graus Celsius (sim, escrevi bem). O que isso significa para o viajante? Além da necessidade de se manter hidratado, cansaço extra ao percorrer a cidade. A solução? Compre um passe para o ônibus de turismo de Sevilha.

6. Descubra a Andaluzia

A Alhambra de Granada ao pôr-do-sol| ©Leon LEE
A Alhambra de Granada ao pôr-do-sol| ©Leon LEE

Outra vantagem da capital andaluza é sua localização. Na Andaluzia, em geral, as distâncias são bastante gerenciáveis, de modo que as viagens de um dia organizado a partir de Sevilha são uma oportunidade única para conhecer as cidades próximas.

Embora você também possa fazer este tipo de visita se alugar um carro e ir sozinho, você não passará tanto tempo quanto não conhece as estradas ou os destinos, então se você quiser voltar à cidade no mesmo dia, recomendo que você contrate estas excursões organizadas a partir de Sevilha.

7. Visita à Torre del Oro (Torre Dourada) e ao Rio Guadalquivir

O rio Guadalquivir, que polpa a Torre del Oro (Torre Dourada)| ©Santiago Lacarta
O rio Guadalquivir, que polpa a Torre del Oro (Torre Dourada)| ©Santiago Lacarta

Possivelmente, depois da Giralda, a Torre del Oro é a imagem mais reconhecida internacionalmente de Sevilha. Este prédio às margens do rio Guadalquivir já foi utilizado para fins defensivos. Hoje ele abriga o Museu Naval da cidade e você pode subir para apreciar as vistas.

8. Passar uma tarde no Parque Maria Luisa

Parque Maria Luisa| ©Jose A.
Parque Maria Luisa| ©Jose A.

Sevilha é uma cidade com muitos espaços verdes. Laranjeiras alinham as avenidas principais e na primavera o cheiro da flor de laranjeira enche as ruas. De todos os espaços verdes da cidade, o Parque María Luisa é o mais charmoso. Declarado Patrimônio de Interesse Cultural, está localizado no centro da cidade, ao lado do Palácio de San Telmo.

A entrada é gratuita e dentro dela você encontrará fontes, esculturas, lagoas, vegetação, pontes de madeira, cachoeiras, bancos de azulejos e muitos outros detalhes fascinantes.

9. Passear pela Plaza de España

Plaza de España| ©Natálie Viklická
Plaza de España| ©Natálie Viklická

Teria sido ousado deixar de fora desta lista a praça que serviu de cenário para lendas cinematográficas como Guerra nas Estrelas e Jogo dos Tronos. A Plaza de España é outro lugar importante em Sevilha, cujo encanto é difícil de descrever por palavras.

Ao lado do Prado de San Sebastián, um ponto nevrálgico localizado a uma curta distância do centro histórico da cidade, você encontrará esta enorme praça semi-elíptica abraçada por uma construção arquitetônica cujo estilo é uma mistura de Renascença e Barroco.

10. Passeio por Triana

O bairro de Triana| ©ijclark
O bairro de Triana| ©ijclark

Em sua visita a Sevilha, você não pode perder um passeio por um dos bairros mais emblemáticos da capital (sem subestimar o bairro Macarena). Você terá ouvido falar dele muitas vezes por seu charme, sua tradição flamenca, seus terraços à beira do rio, suas irmandades na Páscoa, sua feira... Nenhuma dessas referências é suficiente para conhecer o bairro: você tem que explorá-lo por si mesmo.