Parcele sua compra em até 6 vezes no cartão de crédito. Visa card MasterCard Black card American Express Black card

O que ver e fazer em Manhattan em Nova York

Isabel Catalán

Isabel Catalán

21 de jan de 2021 • Leitura de 21 minutos

O que ver e fazer em Manhattan  em Nova York

| ©Malvina Battiston

Nova York é um destino de sonho para muitos e uma cidade grandiosa e repleta de possibilidades. É a sua primeira vez em Nova York? Há tanto para se ver que seu roteiro pode ser feito de diferentes formas. Para garantir que você não perca nenhuma parte desta cidade, vou te contar a minha lista de 21 coisas imperdíveis de Manhattan:

Se maravilhar com as luzes da Times Square, de dia e de noite

Ainda me lembro que a primeira vez que fui a Nova York, deixei minhas malas no hotel e saímos correndo para pegar o metrô até a parada da Times Square. Já tava de noite e o primeiro contato com as ruas da Big Apple foi este: as incríveis luzes da Times Square me deixaram extasiada e foi nesse momento que eu soube que esta seria a minha cidade favorita, para sempre.

O que você vai ver na Times Square

  • É só olhar para cima e ver algumas das maiores telas de propaganda do mundo.
  • É normal ver o famoso cowboy seminu e outros personagens cercados de turistas fazendo fila para tirar uma foto (se fizer, terá que dar uma gorjeta).
  • A loja da Disney.
  • A loja temática da M&M's, onde você se transformará em uma criança de novo.
  • Lojas de roupa low cost, como H&M e Gap (nesta Gap normalmente têm várias camisetas e moletons personalizados com desenhos de Nova York, é um bom lugar para comprar "lembrancinhas" mais originais.
  • Restaurantes temáticos bem conhecidos, como o Hard Rock Café, Bubba Gump e o Planet Hollywood.
  • A famosa bola e os sinos que se comemora o ano novo em Nova York.
  • As famosas escadas vermelhas que você pode ver a praça um pouco mais de cima.
  • Barraquinhas de comida de rua: pizza, cachorros-quentes, hambúrgueres...

Times Square no Natal

Se há uma época do ano em que a Times Square se torna o centro de tudo (ainda mais, se possível), é no Natal. Tudo começa com as grandes multidões da famosa Black Friday (última sexta-feira de cada novembro) que dá início às compras natalinas. Além disso, dias antes da véspera de Natal, é realizada a "Santa Convention": um desfile com milhares de "Papais Noéis" fantasiados.

Porque eu gosto da Times Square

Cada vez que viajo para Manhattan, passo por lá durante o dia e a noite: o ambiente dos nova-yorkinos atravessando (sempre com pressa), turistas olhando as telas que quase chegam no céu, vários personagens em fantasias, carrinhos de cachorro-quente e adolescentes nas lojas. Quando você está na Times Square sabe que está no centro do mundo moderno.

Isa’s Traveller Tip

A Times Square é uma ótima opção para a primeira parada da sua viagem. Se surpreenda com suas luzes e cuidado com os táxis! Mesmo que a praça seja lotada de pedestres, o trânsito não pára. Welcome to Manhattan!

Visitar à Catedral de Nova York: St. Patrick's Cathedral

Você provavelmente não tinha pensado em fazer isto quando começou a planejar sua viagem para a Big Apple, mas te aconselho que não deixe de visitar e te conto o por quê. A dez minutos a pé da Times Square, localizada no meio da Quinta Avenida e em frente ao Rockefeller Center está a St. Patrick's Cathedral, o maior templo católico neogótico da América do Norte.

O que você vai ver

Este é um edifício muito especial, não somente pelo seu exterior (sua fachada de mármore branco se destaca entre todos os arranha-céus), mas também pelo seu interior, onde estão dois órgãos com quase 10.000 tubos. E é nesta catedral que se realizar espetaculares recitais a partir de outubro de cada ano.

Dentro da St. Patrick 's Cathedral você pode ver a escultura La Pietà, três vezes maior que a de Michelangelo em Roma. Observe também o vitral redondo de 8 metros em cima do órgão principal e o altar de São Luís e São Miguel.

Porque eu gosto da St. Patrick's Cathedral

Quando você planeja sua viagem para Nova York, você não pode imaginar que ali mesmo, no foco da modernidade e vanguarda, você possa ver um edifício clássico tão espetacular. A entrada para a catedral é gratuita, portanto não te custará nada entrar e dar uma olhada, e o contraste com o resto das atrações que você visitará em sua viagem mostra que em Nova York há literalmente de tudo.

Ir às compras na Quinta Avenida

A mundialmente famosa 5th Avenue de Nova York liga Manhattan de Norte a Sul e é uma das artérias mais importantes e caras da cidade. Não é à toa que é conhecida pelo apelido de "Millionaire 's Avenue" por ter os hotéis e lojas mais exclusivas da Grande Maçã como Armani, Prada, Chanel, Tiffany e entre muitas outras.

O que você vai ver na Quinta Avenida

Você provavelmente passará por esta avenida várias vezes durante sua viagem, mas se eu posso te dar uma dica, deixe a pressa de lado e pare para passar uma tarde contemplando suas vitrines e entrando nas lojas mais famosas.

Muito perto do Central Park você tem a Trump Tower, e de lá, um número infinito de lojas, shoppings e atrações turísticas como o Empire State Building, St. Patrick's Cathedral, Rockefeller Center, o MET, a Biblioteca Pública e mais abaixo, o Flatiron Building, o primeiro arranha-céu de Nova York.

As cinco melhores lojas e vitrines

  • A famosa joalheria Tiffany & Co: além de seus vários andares de jóias de luxo, abriu recentemente um café no seu último andar para que o "café da manhã com diamantes" possa finalmente acontecer.
  • Saks Fifth Avenue um centro comercial com incríveis vitrines e onde você perderá a noção do tempo.
  • Apple Store: esta Apple Store, em minha opinião, não é apenas mais uma loja. Próxima ao Central Park e totalmente envidraçada, te fará esquecer de qualquer outra loja da Apple que você tenha ido antes.
  • Abercrombie & Fitch: Nem todos têm a sorte de ter uma loja da Abercrombie na sua cidade, por isso é um bom lugar para colocar as mãos nas lendárias roupas da marca americana.
  • NBA Store: Quer você seja fã da NBA ou não (vou te contar mais sobre isso), você vai querer comprar um boné ou uma camiseta da liga de basquete mais importante do mundo. Esta é a loja oficial deles em Nova York, não deixe de visitá-la.

Porque eu gosto da Quinta Avenida

Admito que como viciada em compras, não sou muito objetiva neste ponto, mas se tem um motivo que a 5th Avenue está no meu ranking, é principalmente porque é uma das mais icônicas avenidas de Manhattan, um ponto chave para guiá-lo quando você vai de um lugar para outro e um lugar para fazer compras (ou sonhar), qualquer que seja seu orçamento. Além disso, o Central Park ao fundo sempre dá um toque mágico.

Se culturize no MoMA

Saindo pela Quinta Avenida e entrando na 54th Street, você encontrará o Museu MoMA de Nova York, o museu mais importante do mundo da arte moderna. Tanto que é considerado um templo da arte moderna e tem uma vasta coleção entre as quais estão obras de autores extraordinários como Salvador Dalí, Van Gogh, Pablo Picasso, Andy Warhol e entre muitos outros.

Informações práticas

  • Endereço: 11 W 53rd St, New York, NY 10019.
  • Horário: aberto das 22h30 às 17h30.
  • Itinerário express: se você não quiser passar muito tempo, é melhor se concentrar no quarto e quinto andares, onde as obras de artistas como Warhol, Pollock, Matisse e Cézanne estão exibidas.
  • Ingressos: Eu te conto tudo sobre o preço e como comprar no meu artigo sobre como ir ao MoMA.

Porque eu gosto do MoMa

Há muitos museus em Nova York, mas o MoMA é um dos mais dinâmicos e leves, o que o torna uma atração tremendamente popular, mesmo que você vá com crianças. Você pode ver as obras de arte mais representativas dos séculos XIX, XX e XXI e descobrir a série mais famosa do Andy Warhol, que marcou um antes e um depois na história da arte moderna. Escrevi um guia sobre Ingressos MoMA se você tiver vontade de explorar e visitar algum outro.

Veja o Manhattan's Skyline no Top of the Rock

Pode-se dizer que a alma de Nova York reside nos arranha-céus que desenham sua linha do horizonte. A lista de observatórios na cidade é longa (você também pode subir no Empire State Building, no One World Observatory e no The Edge) e cada um mostra uma faceta diferente e única da cidade, mas para muitos (e para mim também) o Top of the Rock é o melhor observatório para apreciar o horizonte mais fascinante de Nova York em todo o seu esplendor.

O Top of the Rock está localizado no Rockefeller Center, um enorme complexo de restaurantes, escritórios, lojas, teatros e estúdios de televisão que foi construído durante a Grande Depressão no coração de Midtown em Manhattan.

O que vou ver do Top of the Rock

Do Top of the Rock, a vista da cidade é espetacular: você terá um maravilhoso panorama do Central Park, uma vista perfeita do Empire State e você também poderá ver o skyline de Downtown (o distrito financeiro) à distância, mas com todos os detalhes.

Além disso, seu observatório é bastante amplo e é ao ar livre, que te permite aproveitar ainda mais do seu tempo lá em cima, sem pressa ou aglomerações.

Porque eu prefiro o Top of The Rock

Subir no Top of the Rock foi uma das experiências que mais me impressionou na minha viagem a Nova York. Ver os arranha-céus de cima é uma essencial para conhecer Manhattan, e embora haja bares e restaurantes em outros rooftops, a vista do Top of the Rock é imbatível. Você não vai se arrepender, eu prometo!

Mergulhe na magia dos musicais da Broadway

Manhattan é uma cidade feita para se divertir, se surpreender e sonhar acordado. E para isso que existem os musicais da Broadway, que farão você perder a noção do tempo (não importa a idade!) Aqui não é desculpa não gostar do teatro. A magia da Broadway fará seu trabalho e o deixará com a boca aberta.

Por isso, recomendo que você reserve seus ingressos com antecedência para garantir os melhores lugares na data desejada e a um melhor preço que na bilheteria, e também evitando as longas filas.

Os principais musicais:

  • O Rei Leão: ele não é apenas o rei da selva, mas também o rei do cartaz. Este musical tem sido apresentado todas as noites na Broadway desde 1997 e é o musical mais assistido da história. Deve ser por algo, não?
  • Aladdin: Meu favorito. Talvez porque assisti com menos expectativas do que no Rei Leão, fiquei muito surpresa e igualmente impressionada.
  • Chicago: viaje para a cidade de Chicago nos anos 20 e aproveite de uma trilha sonora como nenhuma outra.
  • Frozen: provavelmente o favorito das novas gerações infantis. Agora que você já os trouxe até aqui, dê esse presente a eles!
  • O Fantasma da Ópera: um clássico perfeito se você preferir sair do mundo Disney.

Por que a Broadway

Caminhar por suas calçadas e ver os painéis luminosos já despertará sua curiosidade para assistir a um desses shows mundialmente famosos. É provavelmente o melhor lugar do mundo para ver um musical e na minha opinião você tem que fazer (pelo menos) uma vez na vida.

Entrar na Biblioteca Pública de Nova York

Voltando à Quinta Avenida (eu te disse, é o centro de tudo), você encontrará as famosas escadas da Biblioteca Pública (ou Public Library). Este impressionante edifício neoclássico de três andares chamará sua atenção pela sua escadaria de mármore decorada na entrada, com duas fontes e seus dois leões.

No interior, esta biblioteca contém mais de três milhões de livros, incluindo uma carta de Cristóvão Colombo, manuscritos de William Shakespeare, um rascunho da Declaração de Independência e uma cópia da Bíblia de Gutenberg na Rotunda McGraw. Quase nada!

O que ver dentro da Biblioteca Pública

Suas salas de leitura certamente o transportam para os "Caça-Fantasmas", "Bonequinha de Luxo" e "O dia depois de amanhã", já que várias cenas desses filmes foram filmadas lá. A sala mais famosa de todas é a Rose Reading Room, no terceiro andar: pelo seu tamanho (mede o mesmo que um campo de futebol) e por sua exuberante decoração com lâmpadas suspensas, mesas de carvalho maciço e lindos afrescos no teto.

Porque eu gosto da Biblioteca Pública

Não vou negar que por ser grátis é um incentivo maior para dar uma olhada e entrar, mesmo que seja por apenas alguns minutos. Esta biblioteca tem sido o cenário de vários filmes e não por acaso, é a melhor sala de leitura que já vi. Parece incrível que você possa encontrar um lugar com tanta tranquilidade e paz no meio do barulhento centro da cidade.

A melhor liga de basquete do mundo, no Madison Square Garden

O Madison Square Garden, popularmente conhecido como "A arena mais famosa do mundo", é um enorme estádio coberto no coração de Midtown Manhattan. Com cinco andares e capacidade para mais de 20.000 espectadores, é famosa por ser "a casa" onde os Knicks (da NBA) e os Rangers (NHL) jogam.

Madison Square Garden também recebe shows (e na verdade os melhores artistas do mundo já se apresentaram aqui), mas se durante sua visita a Nova York você quiser assistir a um jogo da NBA, você não pode perder os New York Knicks. Mas se você preferir assistir a um jogo de hóquei no gelo, você também pode assistir aos New York Rangers aqui New York Rangers.

Porque eu recomendo que você visite o Madison Square Garden

Como eu estava dizendo, você vem a Nova York para se divertir e mesmo que não goste de esportes ou da NBA, assistir a um jogo de basquete nos Estados Unidos é um verdadeiro show de música, dança, festa e, acima de tudo, esporte, é claro. Prepare seu boné e seu cachorro-quente e tente pegar algumas das camisas jogadas pelas cheerleaders. Talvez com sorte você até seja pego na mítica "kiss-cam"! Quer saber mais? Vou te contar tudo sobre Madison Square Garden aqui: Ingressos Madison Square Garden.

Grand Central Terminal, uma encruzilhada no coração de Manhattan

A Grand Central Terminal é a estação ferroviária mais importante para ver em Manhattan e uma das jóias arquitetônicas de Nova York. Este prodígio de arte e engenharia foi inaugurado no século XIX e você provavelmente terá visto em muitas séries e filmes.

Você reconhecerá pelo seu salão principal chamado Main Concourse , decorado com um imenso teto celestial com pinturas das constelações. Dentro você também pode ver suas três grandes janelas arqueadas e seu relógio icônico, assim como uma enorme bandeira americana em memória das vítimas do atentado de 11 de setembro.

Porque eu gosto da Grand Central Terminal

Como amante de filmes e séries, posso parecer um pouco bobo, mas eu estava ansiosa para visitar o famoso salão desta estação. Se você quiser vê-la no seu auge, recomendo que fique no meio do salão na hora do rush, por volta de 5 horas da tarde. Esteja preparado para ficar surpreso com os milhões de nova-iorquinos que você verá atravessando a toda velocidade.

Isa’s Traveller Tip

Aproveite sua visita a Grand Central Terminal para beber alguma coisa em um de seus cafés e restaurantes, embora o famoso e mais antigo seja o "Oyster Bar", desde 1913.

Fazer um piquenique no Madison Square Park

Embora seja verdade que o Central Park é o pulmão principal de Manhattan e o maior parque urbano de Nova York, mas na 5th Avenue ao lado do Flatiron Building está um pequeno parque não muito conhecido por todos que visitam a cidade. Um oásis de calma no meio da agitada Midtown: o Madison Square Park.

Aqui é bastante normal ver trabalhadores de escritórios próximos fazendo uma pausa no trabalho e também é muito freqüentado pelos nova-iorquinos que normalmente há exposições e shows ao vivo.

O que fazer e ver no Madison Square Park

O parque tem uma área com mesas e cadeiras onde você pode se sentar e aproveitar de um chá, um sanduíche ou um sorvete enquanto faz uma pausa do turismo. Além disso, é aqui que está o primeiro restaurante Shake Shack, então já sabe... aproveite o descanso para recarregar suas energias com um bom hambúrguer, cachorro-quente e milkshake.

Porque eu recomendo o Madison Square Park

Sem ofensa ao Central Park (eu sei que você vai visitá-lo de qualquer forma, porque é um must), eu achei o Madison Square Park super autêntico. Muitos turistas nem olham para ele (e isso, acredite, o torna ainda mais autêntico) e dar um passeio ou comer na grama como piquenique é uma ótima maneira de descansar durante um dia de maratona de turismo por Manhattan.

Museu de História Natural

Antes de deixar a área de Midtown, não posso deixar de recomendar um dos museus mais visitados dos Estados Unidos: o Museu de História Natural em Nova York, que encabeçou todas as listas dos melhores museus de ciência do planeta desde sua abertura no século XIX.

Dedicado à difusão de informações sobre o universo, a Terra e o ser humano, este museu é uma das atrações turísticas fundamentais de Manhattan por sua coleção, cheia de fósseis, minerais e até meteoritos que o faz uma excelente opção para adultos e crianças. Muito bom se viajarmos para Nova York em família.

Porque eu gosto do Museu de História Natural

Embora eu nunca tenha sido muito fã de museus, reconheço que uma visita ao Museu de História Natural é muito interessante e surpreendente. É um grande parêntese na sua viagem e o vai abstrair de tudo o que você já viu até agora em Manhattan. Por isso, se você só tiver tempo para visitar um museu, eu recomendaria este.

Visite a Sociedade Hispânica da América

Saindo de Midtown, poucos turistas sabem que no Upper Manhattan de Nova York, a oeste da Broadway, está a Sociedade Hispânica da América: um elegante edifício de estilo Beaux Arts que abriga a mais importante coleção de arte hispânica do mundo fora da Espanha, Portugal e América Latina.

A Hispanic Society of America tem mais de 18.000 obras em quase todos os campos (artes decorativas, desenhos, esculturas, pinturas...) e em suas salas podemos contemplar autênticos tesouros que vão desde o Paleolítico até o século XX. Dentro de sua extensa coleção podemos destacar artistas tão importantes como El Greco, Velázquez, Zurbarán, Goya, Mariano Fortuny e Joaquín Sorolla.

Porque eu gosto da Hispanic Society of America|

Localizada entre as ruas 155 e 156 ao norte do Harlem, a Sociedade Hispânica da América não faz parte da rota tradicional dos grandes museus de Nova York, mas esta instituição é uma jóia que vale a pena visitar, não só pelo grande legado que guarda dentro de suas paredes, mas também porque a entrada é gratuita.

Conheça o coração do Harlem em uma missa Gospel

Ir ao Harlem é uma obrigação durante sua visita a Manhattan. Esta área da cidade está relacionada à comunidade afro-americana que no seu início teve uma impressionante efervescência artística na dança, pintura e música. Foi aqui no Harlem que a carreira artística de grandes cantores começou, como Ella Fitzgerald, Michael Jackson, Aretha Franklin e James Brown.

O que fazer no Harlem

Se você é um amante da música, a melhor maneira de mergulhar na cultura do Harlem é fazendo um tour pelo bairro e assim conhecer sua verdadeira atmosfera e suas ruas cheia de história. Você até pode até mesmo vivenciar a espiritualidade de assistir a uma missa Gospel em uma igreja local.

Porque eu gosto do Harlem

Nova York é uma cidade de contrastes e se ficarmos só com a grandiosidade dos arranha-céus de Midtown e Downtown, estaríamos deixando uma grande parte da cidade para ser conhecida. Harlem não é apenas um bairro de Manhattan, mas o coração e a alma de uma comunidade com uma tradição e cultura profundamente enraizadas na história da cidade. Uma missa Gospel será o ponto alto da sua visita a este bairro.

Um memorial doloroso mas essencial de Manhattan: o Memorial do 11 de Setembro

Deixando o norte da ilha em direção ao sul de Manhattan, está o Ground Zero de Nova York, o Memorial do 11 de Setembro. Esta é uma das visitas mais emocionantes para se fazer em Nova York. É uma homenagem a todas as vítimas dos atentados terroristas de 2001 e que verdadeiramente causa uma grande impressão, deixando os sentimentos à flor da pele.

O que você vai ver no Ground Zero

No mesmo lugar onde as Torres Gêmeas costumavam ficar, encontra-se agora a Memorial Plaza, duas grandes fontes com quedas de água cercadas por placas de bronze onde estão registrados os nomes de todas as vítimas.

Estas piscinas estão rodeadas por centenas de carvalhos, criando um oásis de recolhimento que nos convida a lembrar o passado e a preencher o futuro com esperança. E entre todas as árvores, uma se destaca, chamada "A árvore sobrevivente", a única que sobreviveu a tragédia.

Porque eu recomendo o Memorial do 11 de Setembro

Todos nos lembramos com mais ou menos detalhes do que aconteceu naquele terrível 11 de Setembro que mudou o mundo moderno. O Memorial do 11 de Setembro é uma homenagem delicada e sensível às vítimas desta tragédia e também possui um museu onde está exposto uma coleção de mais de 10.000 objetos recuperados dos escombros. Eu te conto mais detalhes sobre esta visita no meu guia do Memorial e Museu 11 de Setembro .

Torne-se um executivo por um dia nas ruas do Distrito Financeiro

O Financial District, no coração do centro de Manhattan, é provavelmente o bairro mais representativo de Nova York. Suas longas e estreitas ruas cercadas por enormes arranha-céus mal te deixarão ver o céu, te mergulhando na pressa e no stress daqueles que passam dias trabalhando em Wall Street.

O que ver no Distrito Financeiro

  • Wall Street, a rua mais representativa deste bairro
  • O novo World Trade Center (também conhecido como One World), construído após o ataque terrorista às Torres Gêmeas
  • A famosa New York Stock Exchange
  • O Touro de Wall Street (com sua foto obrigatória para os mais supersticiosos)
  • Trinity Church, um oásis arquitetônico entre os arranha-céus modernistas
  • Battery Park, com seus piers para a Estátua da Liberdade

Mergulhar nas entranhas de Chinatown

Nova York é uma cidade multicultural onde coexistem diferentes religiões, raças e culturas. Se depois de assistir a uma missa Gospel você desejar completar esta experiência mística na cidade, na Rua Canal 133 em Chinatown você encontrará o templo budista Mahayana, com o maior Buda de Nova York medindo 5 metros de altura.

O que ver e fazer em Chinatown

  • Além do templo budista, você pode entrar no Museu dos Chineses na América para aprender sobre a história dessa comunidade nos Estados Unidos.
  • Você também pode ir à caça dos melhores negócios em Chinatown e navegar por suas lojas onde vendem todos os tipos de produtos a preços muito acessíveis.
  • Você poderá passear pelo tranquilo Parque Columbus.

Porque eu gosto de Chinatown

É um dos bairros mais populares de Nova York e embora eu pessoalmente não passaria mais do que algumas horas lá, te recomendo caminhar por suas ruas para perceber uma atmosfera totalmente diferente daquela que você vai encontrar no SoHo ou na própria Wall Street. Esta área representa os contrastes e a realidade da cidade, portanto não deixe de visitar enquanto você estiver em Downtown.

Navegar até a Estátua da Liberdade

Este presente da França para os Estados Unidos no 100º aniversário de sua independência se tornou o monumento mais famoso do país e um símbolo de liberdade e democracia.

A Estátua da Liberdade, com 46 metros de altura, está localizada na Liberty Island e pode ser visitada pegando um ferry. Esta é uma experiência super recomendada porque você poderá ver esta espetacular escultura de perto e também apreciar a vista de Nova York do rio Hudson.

Porque eu gosto desta experiência

Visitar a Estátua da Liberdade (você pode acessar seu pedestal e eu te conto como no meu artigo sobre Ingressos Estátua da Liberdade) implica que você tem que pegar um ferry até ela. As vistas que você terá desse passeio de barco são, para mim, as melhores da ilha de Manhattan. O horizonte da área financeira se vê perfeitamente e é também uma experiência totalmente relaxante para poder descansar um pouco das longas caminhadas.

Aproveite a vida noturna de Manhattan com seus clubes de jazz ao vivo

Nova York é o cenário perfeito para desfrutar do melhor do jazz. Na década de 20 a maioria dos melhores músicos de Chicago se mudaram para Nova York e a cidade logo se tornou a meca do jazz. Quase todos os estilos relevantes deste gênero musical surgiram na Big Apple nos últimos anos e músicos de todo o país vêm para a cidade para tocar nesses palcos.

No Harlem

No Harlem, vários clubes têm grupos que tocam ao vivo, mas se você preferir ir a algum lugar icônico, você precisa ir no "Village Vanguard". Apesar de ter aberto suas portas em 1925, quase nada mudou desde então e isso representa uma boa parte do seu encanto. Ao descer as escadas deste lugar, você verá algumas pequenas mesas onde poderá tomar alguma coisa durante o show e ver várias fotos dos músicos que já tocaram ali, que são muitos.

Na Times Square

Outro clube de jazz para conhecer em Manhattan é o "Iridium", conhecido por trazer uma variedade de bandas que tocam gêneros diferentes, como jazz, blues e rock todos os dias da semana. Como está no meio da Times Square, é a opção perfeita para terminar o dia se você estiver hospedado nesta parte da cidade.

Perto de Times Square também há outro clube de jazz com uma longa história, o "Birdland", cujo nome vem do popular músico Charlie Parker e seu apelido "Bird". Este clube é uma parte essencial da história do jazz em Nova York, especialmente nas décadas de 50 e 60. Hoje, Birdland é conhecido por suas bandas residentes e por sediar eventos tão populares como o Umbria Jazz Festival em Nova York e o anual Django Reinhardt Festival NY.

Passe uma tarde de compras na Macy's

Se você quiser levar uma lembrancinha da sua viagem a Nova York e, além disso, fazer compras, você tem que reservar um tempo na sua agenda para ir à Macy's, a maior loja do mundo localizada na 34th Street, conhecida como "The Fashion District", no meio de Midtown.

Além de ser um dos lugares mais populares entre os nova-iorquinos, sua história e suas anedotas também merecem uma visita. Por exemplo, você sabia que o primeiro Papai Noel a trabalhar em uma loja de departamentos durante o Natal foi na Macy's em 1862 e que esta loja organizou o primeiro desfile do Dia de Ação de Graças em 1924?

Seu prédio foi declarado de patrimônio histórico e aos turistas é oferecido um desconto de 10% em todas as suas compras. Como não fazer uma visita a esta loja de departamento?

Porque eu recomendo a Macy's

Longe do luxo de outras lojas de Manhattan, aqui você encontrará marcas e produtos para todos os tipos de bolsos. Além disso, você sempre encontrará ofertas especiais (não se esqueça de verificar a política de isenção de impostos para turistas, o tax free). Se você estiver viajando para Manhattan no Natal, a Macy's e suas decorações são uma parada obrigatória.

Aproveite a culinária nova-iorquina nos seus autênticos mercados

Beber e comer são duas das atividades favoritas dos viajantes quando estão de férias, especialmente em Nova York por suas infinitas opções culinárias. Escrevi um guia sobre Onde comer em Nova York, mas aqui está uma prévia dos meus lugares favoritos em Manhattan para abrir o seu apetite:

Gotham West Market in Hell's Kitchen

Ao oeste da Times Square no Hell's Kitchen, um bairro repleto de bares e restaurantes, está o Gotham West Market, um mercado gastronômico onde você não vai encontrar redes de fast food, mas sim restaurantes com uma oferta gastronômica mais elaborada que dividem espaço em uma grande sala aberta no térreo do edifício.

Gotham West Market é um lugar bastante tranqüilo com um amplo cardápio para escolher (ramen, pizza, sanduíches, tacos, hambúrgueres, panquecas, etc.), portanto não será problema em escolher o que come na hora do almoço se você estiver viajando em grupo para Nova York. Neste mercado, há um pouco de tudo.

Mercado Little Spain

Outra opção para ver em Manhattan é o novíssimo Little Spain Market, localizado no bairro moderno de Hudson Yards, dentro do edifício 10 Hudson Yards. Um espaço gastronômico dedicado aos sabores da cozinha tradicional espanhola pelo prestigioso chef José Andrés em colaboração com os irmãos Ferrán e Albert Adriá.

Little Spain tem uma dúzia de estandes onde você pode provar grandes clássicos da cozinha espanhola, como tapas, sanduíches, cocas, queijos e vinhos espanhóis. Além desses lugares para lanchar, os restaurantes Mar, Leña e Spanish Dinner completam a oferta com um espaço ao ar livre para desfrutar do melhor da cozinha espanhola fora da Espanha. Aproveite também para visitar o novo bairro da moda, Hudson Yards. Eu te conto mais detalhes no meu artigo sobre O que fazer em Hudson Yards.

O Chelsea Market

Por último, Chelsea Market é um dos mercados gastronômicos mais famosos de Nova York. Está localizado no distrito de Meatpacking ao lado do High Line Park, um parque urbano construído sobre antigos trilhos ferroviários elevados, que atravessa o oeste de Manhattan.

É uma antiga fábrica de biscoitos convertida em um belo mercado onde se manteve seu antigo estilo industrial com paredes de tijolo expostas e tetos altos dando muita personalidade. Andar pelo Chelsea Market é um prazer, não só por sua decoração, mas porque aqui você pode comprar iguarias do mundo inteiro e pedir algo para comer em suas barracas de fast food (sushi, tacos, macarrão, massas ou frutos do mar, a especialidade do mercado).

Além disso, você sabia que este é o lugar onde os Biscoitos Oreo foram inventados? Olhe para as paredes porque elas estão cheias de referências!

Divirta-se no Museu Madame Tussauds

Outro ponto obrigatório em Manhattan é o Madame Tussauds Museum, especialmente se você estiver viajando com crianças para Nova York, pois elas se divertiram muito no que é considerado o melhor museu de cera do mundo.

Localizado na Times Square, abriu suas portas em 2000 para retratar de forma realista celebridades de todos os tipos (cinema, música, televisão, esportes, política, etc.) para que o público possa interagir com essas figuras de cera nos seus cenários.

Por que eu gosto da Museu Madame Tussauds

Tudo está preparado no Madame Tussauds para uma grande experiência. Também tem shows especiais como o do King Kong (onde você enfrentará um impressionante animatrônico deste lendário e feroz macaco), Marvel 4D Experience (uma divertida atividade interativa com super-heróis como o Hulk, Capitão América, Thor e Iron Man) e Ghostbusters (onde você pode pegar seu próprio fantasma).